sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Proteja seu casamento


Muitas vezes um casamento vai bem, e acaba abalado por causa de um relacionamento inesperado com uma terceira pessoa.  Começa de maneira inocente e agradável, torna-se cada vez mais envolvente. Por fim, traz complicações e desgraças para muita gente.
Não foi um acidente ou “um grande amor que surgiu”. Foi um relacionamento do qual o casamento deveria ter sido protegido. Não seja ingênuo, pensando que isto só acontece com os outros. Muita gente boa já caiu exatamente por ser ingênua assim. Lembre-se de 1Coríntios 10.12.  Por isso, proteja seu casamento… Eis algumas dicas.

1. TENHA BOM SENSO COM SUAS COMPANHIAS
Evite gastar tempo desnecessário com alguém do sexo oposto.  Muitos casos surgem por não se agir assim. Um executivo precisa de aulas particulares de inglês, e contrata uma jovem professora. Contrate um homem. Não significa que cada contato com alguém do sexo oposto seja porta para adultério. Significa evitar oportunidades para cair. Companhia contínua cria intimidade. Intimidade com o sexo oposto traz problemas.

TOME  CUIDADO COM CONFIDÊNCIAS
A pessoa mais íntima de alguém deve ser seu cônjuge. Segundo a Bíblia, são “uma só carne”, isto, é  uma só pessoa. Se há aspectos de seu relacionamento que você não pode compartilhar com esposa  (a) e compartilha com alguém do sexo oposto, a coisa está ruim. n As pessoas tendem a se solidarizar com quem sofre, e a proximidade emocional se torna perigosa.  Um homem que se queixa de sua esposa para outra mulher está traçando um caminho perigoso. nIsto vale para quem faz e para quem ouve confidências.
EVITE MOMENTOS A SÓS
Decida não ter momentos privados com alguém do sexo oposto. Se um(a) colega de trabalho pedir para ter um almoço com você, convide uma terceira pessoa. Se necessário, não se constranja em compartilhar os limites que você e seu cônjuge concordaram ter no seu casamento.  É melhor ser visto como rude que vir a cair em pecado.

VIGIE SEUS PENSAMENTOS
nCuidado com o que pensa. Se você só se detém nos defeitos de seu cônjuge, qualquer outro homem ou mulher parecerá melhor. Faça uma lista das coisas que inicialmente lhe atraíram em seu cônjuge. Aumente o positivo e diminua o negativo. nEvite filmes, conversas, sites e literatura que apologizam o adultério. Lembre de Colossenses 3.2.

EVITE COMPARAÇÕES
Um homem trabalha com uma mulher perfumada, maquiada, bem vestida. Em casa encontra a esposa, com criança no colo, cabelo desfeito, banho por tomar. nUma mulher encontra um homem compreensivo com quem pode se abrir, e se sente mais à vontade com ele que com o esposo. nIgnoraram situações e contextos diferentes. Foram iludidos pelo irreal. Lembre do pródigo: o mundo lhe era fascinante, mas terminou num chiqueiro. As aparências iludem, porque o mundo em que vivemos em casa é o real. O mundo de relacionamentos fora de casa é sempre artificial.

EVITE A SÍNDROME DO RETORNO
É a idéia de que a vida sentimental e sexual caiu na rotina, e agora, a pessoa “renasceu”. nJá vi inúmeros casos assim: “Eu renasci”, ou “Eu me senti jovem, de novo”. Não banque o adolescente. Você é um adulto com responsabilidades e com uma pessoa com quem partilha a vida. Construa sua vida com seu cônjuge. nSe sua vida conjugal se “fossilizou”, há outros caminhos. Revigore-a com seu cônjuge. Há pessoas que sempre se fossilizam e pulam de relacionamento em relacionamento, procurando o que não produzem. Temos o que produzimos.

PONHA SEU CORAÇÃO NO SEU LAR
A solidez do casamento vem pelo tempo que os cônjuges gastam juntos. Conversas, risos, passeios, programas comuns. Se você não sai com seu cônjuge, marque datas para os próximos meses. Vocês devem ter um ao outro como o melhor companheiro.  Mantenham o clima de namoro: querer estar junto com a pessoa. nOrem juntos. Dificilmente duas pessoas que oram juntas brigarão entre si. Sejam parceiros espirituais.

INVISTA EM SEU CÔNJUGE
O marido da mulher virtuosa é conhecido quando se levanta em público (Pv 31.23). A idéia é que ele está bem vestido e se vê o caráter dela pela roupa dele. nUma boa esposa é um bom tesouro (Pv 18.22). De bom tesouro, cuida-se, e evita-se perdê-lo. nMarido: mulher bem tratada é um grande investimento. O retorno emocional é garantido. nMulher: marido bem tratado é um grande investimento. O retorno emocional é garantido.

BUSQUE AJUDA
Havendo problemas, busque ajuda. Primeiro em Deus. Lembre-se de Tiago 1.5. nBusque orientação de pessoas mais experientes ou de seu pastor. Evite que o problema se avolume nEvite conselhos  de gente que não tem o que dizer. Os amigos de Roboão lhe deram maus conselhos (1Rs 12.6-12).  Nesta busca de ajuda, evite por mais lenha na fogueira. nE evite também a raiz de amargura (Hb 12.15). Busque ajuda e não um juiz a seu favor.

CONCLUSÃO
Bons casamentos não acontecem por acaso. São produto de muito trabalho e da graça de Deus. nBoa parte do trabalho é investimento emocional no relacionamento conjugal. “Vender a alma” para o cônjuge. Mas investir sem proteger é problemático. É preciso levantar cercas contra os problemas externos, porque os internos são mais vistos e os dois os vivenciam. Não permita brechas. Não dê armas ao inimigo.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Como ter uma família feliz?


Bem-aventurado todo aquele que teme ao Senhor e anda nos seus caminhos! Do trabalho das tuas mãos comerás, feliz serás, e tudo te irá bem. Tua esposa, no interior de tua casa, será como a videira frutífera; teus filhos como plantas de oliveira, ao redor da tua mesa. Eis como será abençoado o homem que teme ao Senhor. De Sião o Senhor te abençoará; verás a prosperidade de Jerusalém por todos os dias da tua vida, e verás os filhos de teus filhos. A paz seja sobre Israel. (Salmo 128)


Esse salmo tão bem escrito por Davi, nos dá um perfil de uma família feliz. Desde o princípio o desejo do coração de Deus é que seus filhos tenham famílias estruturadas e felizes.

Toda família que teme ao Senhor colhe os frutos de sua obediência: um bom casamento e uma família ajustada. Essas são as maiores bênçãos da vida, muito mais que bens materiais.

Quando um casal entra em aliança, na maioria das vezes ele espera ser feliz, como um interesse próprio. Porém, a Bíblia nos ensina como um princípio que é dando que se recebe. Então, a mentalidade precisa ser mudada e ao entrar em aliança o maior desejo do coração do cônjuge deve ser fazer o outro feliz, quando isso acontece a recíproca torna-se algo natural. Quando fazemos o outro feliz a conseqüência e sermos felizes.

Cada postura nossa dentro do relacionamento deve ser para frustrar os planos do diabo e engrandecer a vida familiar.

Somos o modelo para os casais que estão em busca de transformação no seu lar.

No casamento, temos que ser como José, sonhar e interpretar nossos sonhos para vê-los acontecer, não podemos nos dar por vencidos enquanto não vermos nossa família usufruindo de tudo o que Deus tem para ela. José, apesar de ter enfrentado tantas lutas, jamais abriu mão de seu sonho, ele foi indesístivel, é assim que precisamos ser.

Quando alcançamos uma família feliz, temos unção para resgatar casais, a partir da nossa casa, que é a base do trono de Deus.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Bodas de algodão (2 anos de casamento)


Este é um dia
Mais que especial,
É o dia que o meu amor
Se uniu ao seu,
Pra nunca mais separar.
Vivemos momentos vários
Em nossa vida juntos,
Como diz o poeta cantor,
"São tantas emoções..."
Mas saiba, meu amor,
que todos estes dias e emoções
que juntos vivemos,
foi, é
e será sempre
uma das coisas que tenho de melhor
em minha vida, graças ao nosso maravilhoso Deus!
Te amo!!


quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Como está sua vida de oração?


Lembre-se de que, se você não tem orado muito, não pode esperar que as coisas mudem da noite para o dia. A oração pode mudar o rumo de sua vida e de seu casamento, mas nem sempre isso acontece no momento em que você pronuncia as primeiras palavras. Isso exige comprometimento!!!
Não se esqueça de que, quanto mais sério for seu compromisso com o Senhor, mais o inimigo tentará lhe tirar do foco. Por isso, se você esta caminhando para um nível profundo de intimidade com Deus e compromisso em orar por seu casamento, saiba que esta entrando em um novo periodo de libertação e liberdade. A oração nos ajuda a viver de acordo com a vontade de Deus, não com os problemas que surgem em nossos lares. Dá-nos a capacidade de discernir entre a verdade e a mentira, fortalece nossa fé e nos estimula a crer no impossível. Dê uma guinada em sua vida de oração hoje mesmo! Mesmo que esteja se sentindo fraca, persevere! Deus pode realizar grandes coisas na vida de seu esposo e pelo seu casamento através de suas orações. 

Um abençoada final de semana pra todos!!




A comunicação no casamento



“Como maças de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo”. Provérbios 25:11.
São muitos os problemas que afetam as famílias hoje em dia, mas pensamos que o fator ”comunicação”, que envolve uma comunicação errônea, sem tato, sem cortesia, destituída de palavras bondosas e amáveis, bem como o uso de palavras ferinas, agressivas, com um tom de voz condenatório e autoritário, ou até o uso da arma do silêncio, tem contribuído para a infelicidade de muitas pessoas, e a dissolução de lares. Infelizmente, por muitos casais não saberem se comunicar, eles estão contribuindo para o aumento de mais 90% dos problemas conjugais.
Existe uma conexão estreita entre a comunicação e as relações interpessoais. A comunicação e as relações interpessoais são elementos chaves em nosso desenvolvimento pessoal, na percepção do que somos (em potência) e a quê estamos chamados a ser.
A comunicação influencia nosso bem-estar geral. A comunicação está para as relações interpessoais como a respiração está para a vida. O conhecimento do outro, o ir ao encontro do outro e manter relações de “trocas” desenvolve uma autonomia construtiva, criadora, animadora.
A vida é comunicação; portanto, comunicar-nos bem é tão necessário para nosso desenvolvimento integral quanto respirar ar puro, a pleno pulmão, é necessário para nosso bom desenvolvimento físico e espiritual.
O próprio Deus viu que a comunicação era importante para vida de seus filhos, pois Ele mesmo procurava-os para com eles conversar: “E chamou Senhor Deus ao homem….”. Gênesis 3:9.

domingo, 30 de outubro de 2011

Rotina no seu casamento?? Cuidado!!







Não deixe o encanto da relação se perder pelo caminho 


Falta de estímulo, trabalho demais, filhos que exigem muita atenção, impaciência...


São vários os motivos que podem contribuir para que o relacionamento caia na rotina, por isso, é preciso ficar atento para manter a empolgação e o encanto do início do namoro. Alguns simples cuidados podem fazer a diferença e demonstrar que carinho e cumplicidade nunca saem de moda.


Mas lembre-se de que uma relação deve ser construída a dois, portanto, avalie os seus erros antes de cobrar demais e mãos à obra. Não pense que os anos só trazem desgaste e afastamento. Com o convívio, o amor se firma e a intimidade torna o casal ainda mais unido, capaz de se entender com um simples olhar.


Esta pode ser uma prova de que o amor vem amadurecendo com o tempo, trazendo equilíbrio para a vida em comum. Entretanto, se ultimamente a harmonia mais parece monotonia, fique atento para virar este quadro e reaver o interesse.


Para isso, não dispense uma boa reflexão sobre os erros do passado, para reconstruir o que anda sendo deixado em segundo plano. “Vivia me questionando onde eu havia errado. Queria uma explicação, até descobrir que precisava resgatar os sentimentos.


A primeira coisa que fiz foi acabar com o vazio que havia se formado entre nós dois. Deixei de lado o orgulho e o egoísmo e demonstrei claramente que aquela situação precisava ser mudada. No final das contas, percebi que nem foi tão difícil porque no fundo, devido aos anos de intimidade, eu sabia exatamente o que ele esperava de mim”, conta a pedagoga Adriana Silveira, que reconquistou o marido, após 10 anos de casamento.


Adriana afirma que em nenhum momento perdeu as esperanças e garante que o relacionamento anda muito melhor que nos primeiros anos. “Agora estamos seguros de que os nossos sentimentos são maduros e capazes de superar os problemas que surgirem pelo caminho. O desgaste é natural, mas não devemos nos deixar levar pela correria do dia a dia, esquecendo do que realmente deve ser prioridade em nossas vidas.”



Dicas que podem devolver o brilho ao seu relacionamento :


– Valorize mais as qualidades que os defeitos;

– Elogie mais e implique menos;

 Converse bastante e procure perceber o que precisa ser mudado;

– Mostre que está disposta a reverter a situação;

– Relembre os bons momentos e descubra onde eles se perderam;

– Demonstre interesse pelas coisas dele(a)



Com essas dicas básicas vão perceber que a rotina desgastante não fará parte do casamento.

Uma abençoada semana pra todos!!

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

O amor é uma aliança



Existem muitas outras diferenças entre alianças e contratos. Um contrato é geralmente um acordo escrito baseado em desconfiança, traçando as condições e conseqüências caso seja quebrado. Uma aliança é um compromisso verbal baseado na verdade, assegurando a alguém de que a sua promessa é incondicional e boa para a vida. É feita diante de Deus como um ato de amor um pelo outro.Um contrato é para interesse próprio e vem com responsabilidades limitadas. Ele estabelece um período de tempo para a vida útil de certas mercadorias. Uma aliança é para benefício deoutros e vem com responsabilidades ilimitadas. Não tem data.valide. É até que a morte nos separe". Um contrato pode ser quebrado com consentimento mútuo. Uma aliança é planejada para ser inquebrável. A Bíblia contém muitas outras alianças maiores como parte da declarada história do povo de Deus. Deus fez uma aliança com Noé prometendo que a terra nunca mais seria destruída pelas águas de um dilúvio (Gênesis 9:12-17). Ele fez uma aliança com Abraâo prometendo que uma nação inteira de descendentes viria da linhagem da sua família (Gênesis 17: 1-8). Ele fez uma aliança com Moisés declarando que o povo de Israel seria possessão permanente de Deus (Êxodo 19:3-6). Ele fez uma aliança com Davi prometendo que um rei se assentaria em seu trono para sempre (2 Samuel 7:7-16). No final de tudo, Ele fez uma "nova aliança" pelo sangue de Cristo, estabelecendo uma herança interminável e imutável de perdão de pecados e de vida eterna para aqueles que crêem n’Ele (Hebreus 9:15). E nenhuma vez sequer Deus quebrou alguma dessas alianças. E tem o casamento - a aliança mais forte entre duas pessoas na terra, a promessa de um homem e uma mulher de estabelecerem um amor que é incondicional e que dura por toda uma vida. No casamento, o anel representa os votos da aliança - não meras obrigações que você espera cumprir, mas promessas pensadas previamente, declaradas publicamente e testemunhadas por outros. Assim como você leu inúmeras vezes nas páginas desse livro, manter esta aliança não é algo que você pode fazer pelas suas próprias forças. Existe uma razão que explica por que Deus foi o primeiro a estabelecer alianças com Seu povo. Apenas Ele é capaz de cumprir as exigências de Suas próprias promessas. Apenas Ele é capaz de perdoar os que fazem aliança com Ele, mas falham em,manter a sua parte no acordo. Mas o Espírito de Deus está em você em razão da sua fé em Seu Filho e da graça concedida a você em salvação. Isso significa que agora você pode exercitar seu papel de protetor da aliança, não importa o que se levante para desafiar sua fidelidade a ela. Especialmente se o seu cônjuge não está agora no lugar de receber o seu amor, o ato de proteger a aliança pode crescer mais ameaçador com o passar dos dias. Mas o casamento não e um contrato com cláusulas escapatórias e exceções. O casamento é uma aliança projetada para acabar com todos os atalhos de fuga ou retrocesso. Não há nada em todo o mundo que possa separar o que Deus uniu. O seu amor é baseado na aliança. Centenas de anos após o profeta Malaquias ter registrado estas palavras, as pessoas ainda se perguntam por que Deus às vezes retém Sua mão de abençoar suas casas e casamentos. "Todavia perguntais: Por quê? Porque o Senhor tem sido testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, para com a qual procedeste deslealmente sendo ela a tua companheira e a mulher da tua aliança. Pois eu detesto o divórcio, diz o Senhor Deus de Israel, e aquele que cobre de violência o seu vestido; portanto cuidai de vós mesmos, diz o Senhor dos exércitos; e não sejais infiéis." (Malaquias 2: 14, 16) Todo casamento é chamado para ser um retrato terreno da aliança celestial de Deus com a igreja. O casamento é para mostrar ao mundo a glória e a beleza do amor incondicional de Deus por nós. Jesus disse, "como o Pai me amou, assim eu os amei; permaneçam no meu amor" (João 15:9). Permita que a Palavra d’Ele o inspire a ser canal do amor de
Deus para o seu cônjuge. A hora é agora, homem ou mulher de Deus, de renovar a sua aliança de amor com toda sinceridade e entrega. O amor é um tesouro sagrado para ser trocado por outro, e um laço muito poderoso para ser quebrado sem conseqüências terríveis. Ligue-se mais uma vez àquele (a) que Deus entregou para você cuidar, apreciar e honrar. A união de vocês está em suas mãos. Seja desafiado a segurá-la e nunca deixá-la acabar.


Que Deus muito vos abençoe!!

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

TORNANDO-SE OS DOIS UMA SÓ CARNE


Para que um casamento funcione o esposo e a esposa se vejam como um só.O homem já não vive mais a sua vida para si nem sua mulher vive para si. Agora existe uma nova união, uma nova família, uma nova unidade. Adão expressou esta identidade comum quando DEUS lhe trouxe a mulher. Ele disse:

“E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.” GÉNESIS 2.23O versículo seguinte termina com as palavras TORNANDO-SE OS DOIS UMA SÓ CARNE.(v.24)Mas nem sempre é assim fácil viver esta identidade comum no dia-a-dia.Isto porque o marido e a esposa têm hábitos diferentes, uma educação diferente, diferentes personalidades e diferentes cicatrizes emocionais.Além disso, Eva não era um clone de Adão. Ela era singular, única, assim como todo ser humano é sem igual. Ela não saiu de nenhuma linha de montagem. Ela era diferente, tanto fisicamente como emocionalmente.Ela tinha necessidades diferentes – necessidades que somente Adão podia satisfazer. E somente ela podia satisfazer as necessidades de Adão.Num casamento, o homem e a mulher são conduzidos à união. Eles de tornam um, fundindo-se um à vida do outro.É um ato único para sempre, todavia implica num processo. Tempo, amor, paciência e perdão são necessários para que a identidade que ambos compartilham no casamento venha a amadurecer. E isto tem resultados maravilhosos. O homem e a mulher já não estão sozinhos. Eles são um.Os dois são um só, embora sejam pessoas distintas com grandes diferenças, eles concordam em seguir o caminho da vida como um só.Eles tem uma identidade comum.

sábado, 24 de setembro de 2011

Os segredos para ser uma esposa sábia




01 - Ser sempre zelosa (Pv 31:27)

02 - Estar sempre pronta para receber o esposo (Pv 18:22)

03 - Dar honra ao esposo (Ec 1:20: Pv 31:23)

04 - Ser sempre econômica (Pv 14:1)

05 - Sempre mostrando um sorriso confiante (Pv 31:11)

06 - Sempre conheça o orçamento do esposo (Pv 31:27)

07 - Sempre revelar ao marido os fatos do dia (1 Tm 3:11)

08 - Na ausência do marido, não assumir nenhum compromisso (Pv 31:11 e 12)

09 - Na medida do possível, fazer a refeição que o esposo gosta (Gn 27:4)

10 - Sempre compreender seu esposo, ainda que tendo ele algumas falhas (Pv 31:28-29)


Tenham todos um abençoado Final de semana *-*

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

O papel do esposo

A sociedade contemporânea tem feito um ataque frontal ao casamento. E um de seus ataques é contra os papéis tradicionais dentro da família. Se diz à esposa que desde que ela tem os mesmos direitos de seu marido, ela não precisa se submeter a ninguém. Impõe-se uma pressão ao marido para que cuide de si mesmo e não se preocupe com ela. Como resultado, os maridos e as esposas precisam de orientações. Eles precisam de respostas as questões básicas sobre os seus papéis específicos dentro do casamento.O PAPEL DO ESPOSO – A Bíblia diz que o marido é o cabeça...“Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo o homem, e o homem a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo.” 1CORINTIOS 11.3O que significa isso? Significa que o marido deve desempenhar uma liderança responsável, sem ser ditatorial ou cegamente egoísta. Bíblicamente sua liderança deve ser:- SER EXERCIDA EM AMOR – "Vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas." COLOSSENSES 3.19- SEGUIR O EXEMPLO DO AMOR DE CRISTO PARA COM A IGREJA - “Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela.” EFÉSIOS 5.25- SER DESEMPENHADA COM COMPREENSÃO – “Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações.”1PEDRO 3.7- TER UM AMOR IGUAL PARA COM A ESPOSA ASSIM COMO O TEM PARA COM SEU PRÓPRIO CORPO – “Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.” EFÉSIOS 5.18Agora, o fato do marido ser apontado como o cabeça da esposa, não significa que ele é superior. O mesmo versículo que diz que o homem é o cabeça da mulher, também diz que DEUS é o cabeça de CRISTO (1CORINTIOS 11.3). e nós sabemos que Eles são iguais em sua natureza. Ambos são plenamente DEUS.
A posição da liderança do marido é funcional. Ajuda com que o casamento funcione. Desempata os votos iguais. Ela também traz consigo uma grande responsabilidade. O marido deve prover uma liderança amorosa, compreensiva. 

O papel da esposa

Deus fez com que o homem e a mulher tivessem um relacionamento que os completasse e os satisfizesse. Ele criou primeiro Adão e Ele criou para ser o cabeça.Adão estaria realizado em liderar, Eva se sentiria realizada aceitando-o como seu seu líder. Uma mulher que insiste em ser a pessoa que toma as decisões na casa, está colocando a si mesma numa posição de desobediencia . A sua determinação em fazer tudo à sua maneira, apesar do mandamento claro de DEUS e do padrão apresentado nas escrituras é uma vergonha para ela e uma ameaça para o sucesso do seu casamento.

“Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor.” COLOSSENSES 3.18
O casamento funciona melhor quando o esposo e a esposa, aceitam os seus papeis. É uma necessidade funcional, uma necessidade exemplificada na própria divindade. Considere essas palavras de CRISTO “ o Pai é maior do que eu” JOÃO 14.28 entretanto Ele também disse “eu e o Pai somos um” JOÃO 10.30 Isso é semelhante ao matrimonio . o esposo encontrara a sua realização liderando, a esposa encontrara alegria na submissão e o casamento será abençoado por DEUS. Esta é a forma com DEUS planejou. O QUE NÃO É SUBMISSAO SUBMISSÃO, não é escravidão retirando da esposa sua dignidade SUBMISSÃO, não é tratar a esposa como criança acha-la sempre incapaz de tomar decisoes – SUBMISSÃO, não é Ter a obrigação de seguir a ideia do marido cegamente – SUBMISSÃO, não é deixar de coloca-la em areas de liderança – SUBMISSÃO É confiança mutua, união, obediencia e expressar o amor e melhor que proferi-lo.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Bodas de casamento


Bodas de casamento

As bodas mais comemoradas no Brasil são a de Prata, quando o casal comemora vinte e cinco anos de união e a de Ouro, que representa a celebração de cinquenta anos de casamento. Mas,  a cada aniversário existe uma classificação para os conjûges festejarem. Não é necessário esperar tanto tempo para compartilhar com os familiares e amigos a renovação dos votos. Comemorar em grande estilo todos os anos para maioria das pessoas fica inviável, mas a cada cinco anos dá para pensar com carinho na possibilidade de brindar ao amor e a vida!


1 ano de casamento - Bodas de Papel não pode passar em branco, nem que seja para um jantar íntimo entre o casal.

5 anos de casamento - Bodas de Madeira ou Ferro, que tal reunir os pais e os padrinhos para brindar este marco na vida do casal?

10 anos de casamento - Bodas de Estanho ou Zinco, podemos usar os materiais que nomeiam o marco como decoração, lembrancinha  da festa.


15 anos de casamento - Bodas de Cristal, um belo elemento que proporciona muitas possibilidades no décor.

20 anos de casamento - Bodas de Porcelana, na maioria das vezes os filhos já estão crescidos o que aumenta ainda mais a emoção.
 25 anos de casamento - Bodas de Prata, fazem parte da tradição brasileira.


30 anos de casamento - Bodas de Pérola

 

 35 anos de casamento - Bodas de Coral

40 anos de casamento - Bodas de Rubi ou Esmeralda

45 anos de casamento - Bodas de Platina ou Safira

50 anos de casamento - Bodas de Ouro


55 anos de casamento - Bodas de Ametista


60 anos de casamento - Bodas de Diamante ou Jade

65 anos de casamento - Bodas de Ferro

70 anos de casamento - Bodas de Vinho

75 anos de casamento - Bodas de Brilhante



80 anos de casamento - Bodas de Nogueira ou Carvalho

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Mandamentos para um casamento feliz



1. Proteja seu dia livre a todo custo e passem-no juntos como casal e como família.


Se uma emergência torna impossível que passem juntos o tempo habitual planejado, estabeleçam, de imediato, outro dia. Nada é mais importante que o tempo que passam juntos!


2. Jantem juntos.


Mesmo que tenham uma comida simples, transformem isso em uma ocasião especial acendendo velas e desligando a televisão. A conversa durante o jantar é para compartilhar e evocar recordações. Os assuntos de rotina podem ser comentados em outra hora.


3. Deitem-se ao mesmo tempo.

Nada debilita a intimidade com maior rapidez do que se deitar em horários diferentes. Esse é também um momento para compartilhar e pôr-se em contato. É uma oportunidade para assegurarem-se de que o atarefado programa de trabalho não os tem separado. Sem esses momentos reservados para dedicarem-se à intimidade, poderiam perder o contato nas pressões da vida.

4. Não guardem rancor.

Se insistirem em guardar as ofensas do passado, envelhecerão prematuramente e destruirão qualquer oportunidade que puderem ter para desfrutar o presente. Todos, alguns mais que outros, são ofendidos por pessoas muito queridas. Mas a única esperança para o casamento está na capacidade de perdoar e esquecer. Não permitam que as ofensas sofridas no passado roubem o gozo do presente.


5. Não tirem férias separados.

As experiências compartilhadas unem firmemente, enquanto que as experiências separadas distanciam um do outro. O tempo é um dos recursos mais valiosos no casamento. Não o gastem insensatamente.

6. Não permitam que nada prive seu casamento do gozo sexual que Deus propõe que tenhamos.

O sexo é um dom de Deus que deve ser desfrutado dentro dos vínculos sagrados do casamento. Foi dado como um meio de expressar amor e de proporcionar prazer, bem como com a finalidade de procriação. Assim como a verdadeira intimidade é mais que sexo, tampouco é menos que isso.


7. Orem juntos.

Nada é mais íntimo que a relação de um indivíduo com Deus. Ao convidar a esposa a compartilhar essa experiência, você lhe está abrindo a parte mais profunda de seu ser. No princípio poderão sentir-se ameaçados, mas as recompensas justificam esse esforço.

8. Brinquem juntos.

 “Nem todos os casais felizes são iguais, de modo que não existe um teste para determinar um bom casamento. Mas se estudarmos os casais sistematicamente ao longo do tempo, é evidente que muitos deles partilham uma característica que denota com freqüência uma união florescente. Não é algo tão evidente como uma relação sexual satisfatória, ou interesses compartilhados, ou o hábito de analisar desapaixonadamente as brigas conjugais. Melhor dizendo, é a capacidade de se manifestar uma natureza brincalhona que transcende a diversão e reflete muito mais do que a capacidade de divertir-se juntos. Apelidos secretos, humor compartilhado, simulação de lutas, isso tudo pode parecer uma série de atividades insulsas, mas, no entanto, podem facilitar ou suavizar transações mais complexas e importantes, mas, potencialmente, dolorosas e até destrutivas.”

9. As pequenas coisas significam muito.

Com efeito, podem estabelecer a diferença entre um casamento medíocre e um casamento realmente bom. Geralmente, não são os presentes caros e nem as férias no exterior que determinam a qualidade de uma relação conjugal, senão as coisas pequenas. Uma mensagem de amor num bilhete deixado em seu escritório, ou um lindo cartão com pensamentos românticos para ela. Uma expressão bondosa, ajudar no cuidado das crianças, escutar com atenção, dá a sensação de que ele ou ela se preocupa com o outro.

10. Prometam-se mutuamente, não só fidelidade física mas, também, fidelidade emocional.

As necessidades emocionais dos cônjuges devem ser satisfeitas somente no casamento. Não permitam que os amigos, a família ou a carreira satisfaçam essas “necessidades pessoais”. Elas devem ser providas mutuamente e são a fortaleza da relação interpessoal. 

Um abençoado final de semana pra todos!!

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

♥ Ser CASADA é... ♥


Ser CASADA é...


 

... ter a certeza de que nunca mais estarás sozinha, de que você sempre terá um ombro pra se apoiar, um colo quentinho para se deitar e uma boca só sua para beijar =)

É fazer planos sempre juntinhos, é querer crescer juntos, dividir tudo, sem essa história de meu ou seu, mas sim, do "nosso". Nossa casa, nosso carro, nosso dinheiro, nossa história, nossa felicidade, nossa vida.

É ficar sempre coladinho, dormir de conchinha, acordar com um "eu te amo" adorável e superar tudo lado a lado.
Ser casada é você cozinhar e ele lavar a louça. É ver ele se aventurar na cozinha só pra te deixar feliz. É dividir as tarefas de casa e fazer tudo com felicidade, porque sabe que depois de tudo feito se deitarão na cama e poderão ficar bem grudadinhos vendo um filminho.

Ser casada é se abdicar de algumas coisas que o mundo te proporciona, pois já não cabem mais na sua nova realidade. É aceitar novas responsabilidades, é amadurecer, é respeitar e acima de tudo, saber sempre dialogar.

Ser casada é ser feliz 24 horas por dia, pois mesmo que seu dia tenho sido cansativo, você sabe que quando chegar em casa será recebida com um belo sorriso, o sorriso do seu querido e amado marido.

É saber que dentre todas as escolhas de sua vida, essa foi a mais certa, pois foi a partir daquele "sim" que sua vida ganhou um novo sentido, você ganhou um marido, uma nova família (a dele) e poderá assim ter a sua própria família.

Ser casada é mais do que lavar, passar, cozinhar e limpar. Ser casada é beijar, sorrir, dengar, namorar e amar, amar demais, e saber que isso nunca vai acabar, pois "O que Deus uniu o homem nunca há de separar".


 

terça-feira, 16 de agosto de 2011

O propósito do casamento

O casamento é também um relacionamento com propósitos. Toda pesquisa mostra que um casamento íntimo provê, por exemplo, o ambiente mais seguro e mais eficaz para a educação dos filhos. No entanto, a procriação não é o único objetivo do casamento. A cada pessoa também foram concedidas por Deus certas possibilidades latentes. A parceria no casamento é um ambiente ideal para estimular e desenvolver esses dons e habilidades. Como observa o autor do antigo livro de Eclesiastes: "melhor é serem dois do que um... porque se caírem, um levanta o companheiro; ai, porém, do que estiver só; pois, caindo, não haverá quem o levante". Todo casal experimenta a verdade deste princípio: melhor é serem dois do que um.
Marido e esposa têm por objetivo se completarem um ao outro. Quando o homem é fraco, sua esposa é forte; quando ela tropeça, é ele que está ao lado dela para levantá-la. A vida é mais fácil quando dois corações e mentes se comprometem a trabalhar em conjunto para enfrentar os desafios do dia.   
Muitas das coisas que realizei nunca teriam acontecido se não houvesse o incentivo e o auxílio de meu esposo. Também me agrada pensar que ele fez mais coisas na vida dele por causa de meu apoio. Isso me traz muita satisfação. Juntos, assumimos o compromisso de buscar e seguir o plano de Deus para nossa vida. Ajudamos um ao outro a descobrir nossos dons singulares e incentivamos um ao outro a usar essas habilidades para servir a Deus e promover o bem no mundo. Quando fazemos isso, nossa vida apresenta Deus aos outros e cumprimos nosso maior propósito e nosso relacionamento conjugal melhora a eficácia com que servimos a Deus.
Amiga (o), seu casamento é propósito de Deus! Cuide! Valorize! Ainda que os problemas não a estimulem, Deus pode fortalecer e até restituir o que pra vc não tem mais jeito. Creia!


Uma abençoada semana pra todos!!

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Voltando ao tempo do namoro

Muitos casais se mantém juntos em virtudes de “coisas” que ajuntaram no relacionamento, eles já não tem o outro como o seu “bem maior”, mas como algo que faz parte do pacote.
Alguns casais se amam, mas como se acostumaram um com o outro, já não vêm motivos para comemorar o reencontro. É incrível que se perguntado responderiam que está tudo bem com eles. Eles estão tão frios que não se deram conta que o romance, a alegria, o abraço inesperado, o elogio oportuno, a cumplicidade num olhar de admiração, são coisas que ficaram para trás há muito.
O amor deles está empanado, perdeu o brilho e eles não enxergam a falta de vida no casamento.  Casais estão juntos, trabalhando, voltando para casa, fazendo amor de vez em quando, tendo algumas metas, sonhos em comum, mas de forma desatenta eles começam a se afastar um do outro, tudo em nome da busca de um horizonte melhor. Eles precisam acumular coisas, precisam adquirir bens, precisam comprar, e não dá para cuidar do romantismo, não há tempo para fazer do outro o seu maior bem. Mas um belo dia, eles descobrem que o casamento já não tem mais brilho, e já não voltam para casa como antes.
Porque vocês estão continuam voltando para casa? Por causa da estrutura, dos bens adquiridos, da falta de opção? Não sei, mas sei que o casal deve voltar para casa com saudade do outro, com desejo, com alegria pelo reencontro. Isso é a mão de tinta nas paredes do nosso coração, é manutenção, é voltar ao primeiro amor.

Quando um casal deixa de namorar o casamento começa a morrer. Pense nisso, e tome atitude ...

Uma abençoada semana!!

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Deve-se perdoar sempre no casamento

No casamento, os desentendimentos geralmente começam por causa da indisposição de se desculpar. A esposa diz: "Ele me trata como lixo e depois ainda quer carinho na cama. Como é que pode?". Aí o marido reage: "Ela me trata como criança e quer controlar minha vida. Não casei para viver com uma segunda mãe". Ambos estão magoados e com raiva um do outro. Os dois erraram, mas ninguém está disposto a pedir perdão. Por falta de um pedido de desculpas, declaram um estado de guerra que pode durar anos, e muitas vezes acaba em divórcio ou morte. Quando o relacionamento conjugal é sadio, ambos se dispõem a pedir perdão quando necessário. O perdão gratuito costuma ser incentivado pelo bem daquele que perdoa, e não como benefício para o responsável pela ofensa, pois quando não há um  pedido de desculpas, também não existe reconciliação. Sem um pedido de perdão, o cristão é encorajado a entregar à justiça de Deuse ficar com o prejuízo,permitindo que o Senhor aplaque sua ira. Ao pedir perdão, assumimos a responsabilidade por nosso comportamento e procuramos maneiras de reparar o prejuízo daquele a quem ofendemos. Um pedido de desculpas sincero abre espaço para o perdão e a reconciliação. A partir daí é possível dar continuidade à consolidação do relacionamento. Às vezes magoamos nosso conjuge sem perceber. Você pode não perceber que seu comportamento chateou seu cônjuge, mas, quando isso vem à tona, aí é possível dizer: "Sinto muito que meu comportamento tenha deixado você triste. Não tive intenção de magoá-lo".
Os bons casamentos não dependem de alcançar a perfeição, e sim de dispor-se a admitir os erros e pedir perdão. O casamento avança muito quando aprendemos a manifestar arrependimento verdadeiro, assumir a responsabilidade por nossos atos e aprender a verbalizar aquilo que nos causa angustia.
Que Deus muito vos abençoe!!

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Como facilitar o convívio do casal?

Mulheres são frequentemente mal compreendidas pelos homens e vice-versa. Fomos criados de maneiras diferentes para que um completasse o outro. Esta é a beleza do casamento: Somos diferentes um do outro, mas feitos um para o outro!
Existem muitas maneiras de sermos compreensíveis mesmo não entendendo o outro completamente. Esta é a parte mais difícil do casamento, uma vez que vc cumpre essa tarefa, todo o resto é fácil. Alguns casais demoram anos para chegar a este estágio e alguns acabam se separando, pois são incapazes de se entenderem.

Regras que facilitam a vida do casal:

1-Se imagine no lugar dele.

É muito fácil criticar uma pessoa quando vc não sabe o que esta acontecendo com ela. Muitas esposas esperam toda a atenção do marido, enquanto o que esta na cabeça deles é o que farão para pagar o aluguel. Se vc se colocar no lugar do seu marido, com certeza irá entende-lo melhor.

2-Ponha o orgulho de lado.

O orgulho é a chave para a infelicidade amorosa. Ele nos impede de ver nossos próprios erros. Para sermos felizes precisamos jogar nosso orgulho no lixo. Casamento com orgulho não funciona, nunca funcionou e nem vai funcionar.

3-Seja honesta e converse.

Não espere que ele tome a iniciativa de resolver um mal-entendido. Seja a primeira a falar e seja transparente. Em geral, os homens esperam que as mulheres percebam o quanto estão decepcionados; as mulheres por sua vez, esperam que seus maridos percebam o quanto estão infelizes. Fale sempre o que esta sentindo!

4-Fale na hora certa.

Espere pelo momento apropriado para perguntar ou conversar com seu marido. Seja sábia e escolha o momento oportuno para falar sobre falhas, temperamento, finanças..Enfim, problemas. Muitas são as mulheres que por não saberem esperar, provocaram rachaduras em seus casamentos.

5-Coloque Deus em primeiro lugar.

Mesmo que vcs tenham problemas, e seja difícil um entendimento, Jesus sempre entenderá o casal.

Que Deus muito vos abençoe!!

quinta-feira, 21 de julho de 2011

A esposa deve se sentir segura ao lado do seu esposo

Maridos, vós, igualmente, vivei a vida comum do lar, com discernimento; e, tendo consideração para com a vossa mulher como parte mais frágil…. –
I Pedro 3.7
Neste versículo, o apóstolo Pedro enfatiza a necessidade de um marido compreender sua mulher porque ela é a “parte mais frágil”. Sua mulher deseja um homem que a compreenda, bem como as suas necessidades.
Sua mulher precisa sentir-se salva, segura e protegida. Como seu marido, cabe a você prover essa segurança. 
As pessoas usam travas, alarmes contra assalto e incêndio, e sistemas de iluminação para proteger seus bens mais valiosos. Quando você investe na proteção de sua mulher, você também está fazendo uma declaração do valor que ela representa para você.
Certamente você já protege sua mulher fisicamente. Você a desencoraja a sair à noite, se isso for perigoso. Você a protege lembrando-a de fechar bem o carro quando vai às compras. E você lhe provê a segurança que ela necessita em casa nas horas em que você está fora.
Mas você a estaria protegendo de outros assaltantes em sua vida, tais como:

*Sobrecarregando seu tempo?
*Os alvos e expectativas irrealistas que ela mesma se impõe e que a levam a fracassar?
*Desgastada pelo trabalho fora? No lar?
*Os filhos, que se aproveitam de suas fraquezas, que eles conhecem tão bem?
Obviamente, você não pode proteger sua mulher de cada pressão, aborrecimento, medo ou perda. Mas você deve fazer o que pode para prever muitos desses problemas antes que eles ocorram, bem como estabelecer um sólido sistema de segurança para sua proteção.

*Converse com sua mulher sobre como você pode protegê-la em diferentes aspectos e situações de sua vida, especialmente os relacionados acima.

*Reze para que Deus lhe dê sabedoria e coragem ao procurar proteger sua mulher de forças negativas externas.

Que Deus muito vos abençoe!!