sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Respeitar o companheiro é essencial para uma relação amorosa

O respeito é algo fundamental na construção de um relacionamento. Ele permite um maior entendimento entre o casal, fazendo com que as brigas e discussões não sejam tão freqüentes assim.
Além disso, esse sentimento ajuda a conservar o carinho e o amor que um tem pelo outro, duas coisas extremamente importantes em uma relação. Através do respeito, você passa a conviver de maneira mais harmoniosa com as diferenças de seu companheiro.
Mas essa não é uma missão tão simples assim, muita das vezes, o nervosismo acaba falando mais alto, o que provoca uma situação extremamente constrangedora para o casal. O respeito é algo que deve ser praticado diariamente, e com o do tempo você irá aprender a “driblar” esse e outros problemas.

Como evitar brigas no relacionamento?

É comum conflitos abalarem um relacionamento, isso acontece quando o casal não consegue lidar com as diferenças. Para manter um bom namoro ou casamento, é necessário que ambos desenvolvam a cumplicidade e respeitem o espaço um do outro.
As brigas acontecem por diferentes razões, podem ser motivadas por ciúmes, dificuldades financeiras ou até mesmo a monotonia da relação. O desgaste transforma o convívio em um verdadeiro inferno e quando não existe amor, tudo encaminha para que o relacionamento desmorone.
Para evitar as brigas, tente entender a posição do seu parceiro em algumas situações, mesmo que você seja contra, é importante ceder para não iniciar discussões. Confie no seu companheiro (a), mostre o quanto ele é especial em sua vida promovendo o respeito.

O relacionamento e o ciúme excessivo

Para um relacionamento ser estável é preciso que nada seja exagerado, afinal, tudo que é excessivo acaba não dando certo ou fazendo mal. O ciúme excessivo é uma das causas que mais atrapalha o casal.
Há quem diga que ciúmes é bom, porém em excesso pode ser muito desgastante, pois com certeza vai acabar gerando outros atritos, como por exemplo, a confiança, que deve se ter em ambas as partes.
A melhor coisa a fazer é cortar esse ciúme doentio de uma vez, pois pode acabar ficando sério demais. Dê preferência passe bastante segurança para o seu parceiro, para que ele independente de tudo passe a confiar mais em você. Apenas não dê motivos.
Mantenha um relacionamento saudável, os principais quesitos para ter um bom convívio é o respeito, confiança, entre outras coisas. Lembre-se que às vezes temos que ceder, e as outras o parceiro tem que ceder para ter um bom desempenho

Ciúme na dose certa

São extremamente raros os casais onde o homem ou a mulher não tem ciúmes do companheiro. Ele faz parte do relacionamento e é uma forma de demonstrar o amor que uma pessoa sente pela outra. Mas como tudo nessa vida tem um limite, com o ciúme a história não é diferente. Ele deve ser extremamente controlado, pois um relacionamento também deve estar embasado na confiança entre o casal. Fiscalizar o parceiro 24 horas por dia, perguntar onde ele foi e deixou de ir, só irá desgastar a relação.
É preciso ser compreensível, principalmente se a pessoa amada tiver uma grande quantidade de amigos e conhecidos. O ciúme exacerbado não tras beneficio nenhum, por isso, confie na pessoa com quem você está, pois se ela te ama de verdade, não há motivos nenhum para se preocupar.

Dicas de relacionamento entre casais

Todo mundo sabe que o relacionamento entre casais não é um mar de rosas. Sempre vai existir aquelas briguinhas, discussões e tudo aquilo que nós já conhecemos. Entretanto, é preciso tomar cuidado para não deixar os desentendimentos se tornarem freqüentes pois, caso isso aconteça, a relação pode ficar desgastada.
O ideal é que sempre haja um dialogo entre o casal. Eles devem falar um pro outro aquilo que os incomodam e os deixam chateados. Além disso, é preciso que ambos se aceitem e, principalmente, se respeitem. Vale lembrar que ninguém é perfeito e que todo mundo possui as suas limitações.
Controlar o ciúme também é algo fundamental para evitar problemas na relação. A pessoa deve confiar no parceiro que tem. E é claro, ela não deve fazer nada, propositalmente, que possa magoar sua cara metade. Ao invés de brincadeirinhas sem graças, algumas palavras românticas são sempre bem-vindas.

Saiba os segredos dos casais felizes

Todo mundo está em busca da felicidade nos relacionamentos. Muitos tentam seguir o exemplo dos casais bem sucedidos. Porém, esta não é a melhor alternativa, já que cada um age de maneira diferente em suas relações. Você deve seguir algumas dicas que, de acordo com os especialistas, servem para quase todos os casais que estão em busca de paz e paixão. Para te ajudar a encontrar a felicidade em seu namoro ou casamento, separamos algumas dessas sugestões. Temos certeza de que se você colocá-las em prática, elas trarão o resultado esperado.
1 – Em todo relacionamento, diálogo é extremamente importante. Converse com sua cara metade e veja quais sãos os objetivos que vocês têm em comum. Entretanto, evite discussões infantis e opte sempre pela harmonia.
2 – Desenvolvam o hábito de fazer coisas juntos e isso também serve para as tarefas domesticas. O casal que participa das mesmas atividades apresenta maior intimidade.
3 – Não leve as coisas muito a sério. Aprenda a rir dos seus defeitos e dos defeitos dos outros. Lembre-se, você não deve tentar mudar as pessoas, antes, saiba lidar com as diferença. Outra orientação importante é manter os rituais familiares, pois eles trazem prosperidade ao casal e promovem o autoconhecimento.
4 – Mesmo numa relação amorosa, é importante que cada um preserve sua individualidade. Algumas coisas não devem ser compartilhadas com o parceiro.
5 – O casal não deve ter receio de cultivar seus desejos e fantasias na hora do sexo. Isso é importante para evitar que o relacionamento caia na rotina. Entretanto, muito mais do que intimidade física, é importante que haja ligação psicológica e emocional, sendo que esta ultima é a mais importante, afirmam os especialistas.
Esses são alguns dos segredos que todo casal precisa conhecer. Agora, é só ficar atento a essas recomendações e aproveitar a sua vida a dois.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

O grande segredo do casamento


"O amor não maltrata, não procura os seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor" 1Cor. 13.5
Sei que todo casal ficará ansioso para saber este segredo, então quero começar com a resposta. O grande segredo do casamento é que ele é um milagre de Deus. Todo casamento na bíblia Sagrada é tratado como um milagre.  Por isso sempre há muita festa, na cultura judaica ou em outra qualquer. Há milagre. Há festa.  Até mesmo os desacertados como os envolvimentos de Sansão ou a frustração do profeta que casou-se com uma prostituta, são tratados com festa, pois até mesmo aí, se permitirem, Deus faz milagres.
É ou não é um milagre o casamento? Fulaninha se casou? Não acredito!!!??? Diriam alguns. Outros, mais revoltados, outros mais invejosos, outros mais gratos a Deus, mas todos com uma expressão de fariseu diante do sepulcro de Lázaro: "Ó!!!!! Não acredito! É um milagre!"
Então, caros jovens, tratem o casamento de vocês como um Milagre e terão descoberto o grande segredo de poucos casamentos. Não com a arrogância de alguns, a inveja de outros, mas a postura de humildade daqueles que sabem que "é melhor serem dois do que um..." e que o "cordão de três dobras não se arrebenta fácil". Nosso desejo é vê-los solteiros pela última vez e felizes para sempre.
A frase acima é muito comum no convite e sempre será verdade se sempre tratarem o casamento de vocês como um milagre. Então:
1.  Não compare seu milagre com o de ninguém
a)  Pensando no passado, não o compare, nem com o de seu pai, nem com o de sua mãe, é o seu milagre - deixe pai e mãe. Aprenda do Senhor.
b)  Pensando no presente, não se compare com ninguém, mas com o melhor marido que puder ser, com a melhor esposa que puder ser.
c)  Pensando no futuro, olhe para seus projetos financeiros e não para o que o seu vizinho comprou. Não questione o que Deus está fazendo na vida do outro. Deixe-o fazer o que quiser na sua vida.
"O amor não maltrata, não procura os seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor"
2.  Seja sincero (a)
a)  Efésios 4.26-27 nos ensina que a ira é inevitável, mas o pecado precisa ser evitado. Quando a emoção vier, não peque. "Apaziguem sua ira antes que o sol se ponha e não dêem lugar ao Diabo."
b)  Não confundam sinceridade com falta de educação ou falta de flexibilidade. Qualquer coisa que for mexer comigo, que me obrigar a mudar, vou ter a tendência de sinceramente achar que não é de Deus.
"O amor não maltrata, não procura os seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor"
3.  Aprenda com as fases
a)  Saiba que tudo muda. Na realidade tudo é muito igual, mas nós mudamos. No final, a impressão que dá é que as coisas mudaram, mas fomos nós que mudamos. Às vezes o contrário também acontece. Nós somos resistentes a mudanças e queremos tudo como era no nosso sonho, sonho que o outro nem sonha qual é. O milagre não é um sonho, é uma realidade crescente. O milagre tem suas fases. Lázaro não ficou o resto da vida ali todo enfaixado entendem?
b)  Existem fases melhores - a fase da construção ( lembra do final do sermão da montanha).
c)  Existem fases piores - vento e chuva. Algumas casas se firmam outras caem. Qual a diferença entre umas e outras?
"O amor não maltrata, não procura os seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor"
4.  Confiem em Deus
a)  A casa não vai cair. Foi edificada sobre a rocha? Estão em Jesus? Virão fases distintas, mas confiem no Senhor. Saibam que foi Ele que planejou este milagre. Ele trouxe para Adão, "alguém que o auxilie e o corresponda" Gn. 2.18
b)  Na hora da tempestade aja por fé. Simplesmente creia e espere. Apesar de tudo o que estiver sentindo, até mesmo a impressão que "se foi um milagre, o cão também faz" ou seja, não foi de Deus. .
5.  Ore e obedeça
a)  Submeta cada etapa do caminho ao Senhor - "tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé", segundo o autor de Hebreus 12.2
b)  Faça da maneira de Deus - "fazei tudo o que ele vos mandar" (João 2.5) conforme orientou a grande amiga da família de Cana da Galiléia, Maria, Mãe de Jesus, quando o casamento entrou em crise, logo no comecinho, pois as crises não marcam hora para chegar.
"O amor não maltrata, não procura os seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor"
Saibam e ajam a partir dos que receberam um milagre. O milagre é para a glória de Deus, não para que você seja feliz. Tratem o seu casamento de tal maneira que a qualquer tempo, em qualquer circunstância, quando vierem olhar, vejam a mão do Operador de Milagre. Enquanto a presença dele estiver entre vocês, serão felizes. Enqüanto o casamento for um milagre, serão felizes. O casamento não muda a vida de ninguém, o milagre sim. Depois do milagre, você nunca mais será o mesmo. E só a morte, pode impedir este milagre de acontecer.  Enquanto viverem, queremos testemunhar muitos milagres, muita bênção e muita alegria. Deus os abençoe abundantemente. Vivam o milagre do amor. "O amor não maltrata, não procura os seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor".

O amor no casamento

Todo mundo sabe que o amor é essencial para um casamento. Existem casamentos que não exigem amor, tais como casamentos políticos e os arranjados conforme regras e tradições culturais. Mesmo assim, estes não servem como regra geral. A regra geral dita: No casamento normal deve haver amor.
Mas, nem todo tipo de amor é o amor ideal. Será que o seu amor é o ideal? Será que o amor que você tem para com o seu cônjuge é aquele que as muitas águas não podem apagar, nem os rios afogar (Ct. 8.7)? Será que o seu amor é aquele que nunca falha (I Co. 13.8)?
 

Os segredos de um casamento feliz

Relacionamentos
Os casamentos nem sempre são duradouros. Uma pergunta sempre fica: Qual o segredo para manter um casamento? O que faz um casamento feliz?
A afeição é um dos pontos centrais para um casamento feliz, com uma média de quatro demonstrações de afeto por dia (“chamego”). Muitos casais depois que se casam acabam deixando os afagos de lado. Isso é péssimo para o relacionamento. A familiaridade adquirida entre o casal com o passar do tempo pode propiciar esse tipo de atitude. Só que não se pode deixar que isso tome conta do relacionamento. Fazer carinho um no outro é bom, importante e faz bem para o casamento! A pesquisa evidenciou também que os gestos românticos são considerados essenciais para a manutenção de um casamento feliz. De acordo com os casais pesquisados, os gestos precisam acontecer em um período mínimo de três vezes por mês. As mulheres esperam cultivar o romantismo, mesmo depois do casamento.
Outro ponto crucial na pesquisa é que os casais que se consideram mais felizes não apenas passam o tempo juntos, mas gastam o tempo juntos com qualidade. Trata-se muito mais que estar unido e passar o tempo, mas é realizar “coisas” que os dois gostam, sair da rotina e revitalizar o relacionamento. Por exemplo, passeios românticos, ir ao cinema juntos, ir a barzinhos juntos, dentre outras coisas. Se estiverem em casa, é fundamental ter noites românticas juntos – realizando um jantar à luz de velas, ter uma boa conversa ou até mesmo assistir TV juntos com “coisas” que agradam os dois.
O segredo da união está em pequenos gestos. Pensou que era algo muito complicado? Não é não! Isso demonstra, na verdade, que o casal precisa é dar atenção, dedicar-se e cuidar do outro. Pequenos gestos como dar presentes deve ocorrer no mínimo duas vezes ao mês, como revelou a pesquisa. Não pense que tem que ser presentes caros! Presentes como flores, chocolates, poemas, pedaço de uma música que o outro gosta escrita em um papel, entre outros pequenos gestos. Você pode até inovar e preparar um Dia dos Namorados Econômico, mesmo se não for essa data comemorativa. Todo dia é dia de comemorar. Além disso, outras atitudes como ajudar em algumas tarefas de limpeza da casa, levar café na cama, realizar um jantar, se mostram significativas para um casamento feliz.
O segredo definitivamente é não deixar o casamento cair na rotina e ser sempre romântico! Porque só amor, não é suficiente para manter um casamento. É preciso demonstrar que ama para o outro, dedicar-se e cuidar do outro.

Não é tão difícil ter um casamento feliz!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

A importância da comunicação na construção do lar

“Como maças de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo”. Provérbios 25:11.
São muitos os problemas que afetam as famílias hoje em dia, mas pensamos que o fator ”comunicação”, que envolve uma comunicação errônea, sem tato, sem cortesia, destituída de palavras bondosas e amáveis, bem como o uso de palavras ferinas, agressivas, com um tom de voz condenatório e autoritário, ou até o uso da arma do silêncio, tem contribuído para a infelicidade de muitas pessoas, e a dissolução de lares. Infelizmente, por muitos casais não saberem se comunicar, eles estão contribuindo para o aumento de mais 90% dos problemas conjugais.
Existe uma conexão estreita entre a comunicação e as relações interpessoais. A comunicação e as relações interpessoais são elementos chaves em nosso desenvolvimento pessoal, na percepção do que somos (em potência) e a quê estamos chamados a ser.
A comunicação influencia nosso bem-estar geral. A comunicação está para as relações interpessoais como a respiração está para a vida. O conhecimento do outro, o ir ao encontro do outro e manter relações de “trocas” desenvolve uma autonomia construtiva, criadora, animadora.
A vida é comunicação; portanto, comunicar-nos bem é tão necessário para nosso desenvolvimento integral quanto respirar ar puro, a pleno pulmão, é necessário para nosso bom desenvolvimento físico e espiritual.
O próprio Deus viu que a comunicação era importante para vida de seus filhos, pois Ele mesmo procurava-os para com eles conversar: “E chamou Senhor Deus ao homem….”. Gênesis 3:9.

Mantendo um casamento feliz.

A vontade de Deus é que desfrutemos saúde física, mental e espiritual – e que mantenhamos saudáveis também os nossos relacionamentos. A menos que a saúde física seja cuidadosamente protegida e conservada, o resultado é a doença. Da mesma forma, um casamento saudável deve ser protegido e conservado.
Por que o casamento necessita de proteção? Milhões de germes habitam o nosso meio. Vivemos em um ambiente hostil não só para a nossa saúde física e espiritual, mas também para a saúde dos nossos relacionamentos. O vírus do pecado e a bactéria do egoísmo encontram-se em todos os lugares e são igualmente os germes que destroem os relacionamentos.
O casamento, o mais íntimo elo familiar, é também o mais vulnerável a esses germes. Uma cuidadosa e bem armada estratégia é empregada por Satanás para injetar em cada matrimônio algum tipo de doença mortal. Por quê? Porque ele sabe que um casamento verdadeiramente cristão, por sua influência, tem o potencial de espalhar a felicidade na Terra, tornando-se um hino de louvor e adoração ao Criador. O Senhor, porém, concedeu amplas instruções para o desenvolvimento do relacionamento interpessoal, da mesma forma que nos ensinou a manter nossa saúde física. E a boa notícia é que Ele promete conceder-nos também Sua graça para seguirmos essas instruções.
Quais são as medidas preventivas de Deus para o casamento? Elas são simples e acessíveis a todos. Os oito princípios divinos a seguir tornam-se, verdadeiramente, um escudo protetor contra as doenças que afligem os relacionamentos conjugais.
1. Dedicar tempo para estarem juntos. Muitos casais sentem-se tão exaustos no final do dia que não têm tempo um para o outro. E se você não encontrar esse tempo, alguém o fará. Faça disso uma prioridade. Sobretudo, devem ser levadas em consideração as necessidades que cada um tem, pessoalmente, ou como casal.
2. Uma dose diária de afirmação e bom humor. Esposos e esposas têm um poder incrível de se edificarem um ao outro ou de se destruírem. Se não forem cuidadosos, perderão de vista as qualidades que os uniram e passarão a focar-se apenas no lado negativo. Todos necessitam de afirmação. O humor, o riso e os momentos alegres dão nova vida ao relacionamento. “O coração alegre serve de bom remédio” (Provérbios 17:22). A vida deve ser levada a sério, mas casais que riem juntos terão alegria de viver e manterão o bom espírito mesmo em meio às lutas que enfrentam.
3. A religião é o fundamento de um casamento saudável. O relacionamento com Deus é muito importante. Um dos privilégios mais especiais que os casais podem desfrutar é orar e estudar a Palavra de Deus juntos. Dia a dia, ao se ajoelharem e buscarem a presença de Deus em sua vida e em sua família, coração se une a coração mais intimamente. Nosso Deus é fiel e responde as orações.
4. Comunicação: o sangue que dá vida ao casamento. “Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor” (1 João 4:8). Deus Se revela a nós para que possamos conhecê-Lo e amá-Lo. O mesmo conceito é válido no casamento. Maridos e esposas devem se revelar um ao outro para que possam se conhecer e amar verdadeiramente. Dois fatores influenciam grandemente a comunicação do casal. Um é a atitude, e o outro, a arte de ouvir. Saber ouvir é algo que vem do coração. Olhar nos olhos, procurar entender não só o que o outro diz, mas também os sentimentos expressos por trás das palavras. Ouvir com o coração é a maior demonstração de respeito e afirmação para com o nosso cônjuge. Ouvir com amor, cura as feridas, bane o ressentimento e dissolve a ira, como também melhora a intimidade.
5. Hábitos de saúde e alimentação afetam a qualidade do casamento. Cansaço, desânimo, irritabilidade, depressão, estresse, mau humor, todos podem minar o relacionamento. A resposta a muitos problemas conjugais pode estar na simples mudança nos hábitos e estilo de vida: manter uma dieta saudável, com exercícios, sono adequado, ar fresco e luz do sol traz grande benefício e melhora o nosso relacionamento com Deus e com o nosso cônjuge.
6. O casamento – Um exemplo do ministério de Cristo. Marido e esposa podem ser um exemplo prático do amor de Deus a outros casais que necessitem da sua ajuda e influência. É enorme o potencial evangelístico de um casal. “Eles podem fazer da vida de casados um ministério para salvação de almas para Cristo” (O Lar Adventista, p. 102). Ao abrirem seu lar para ministrar a outros, seu próprio matrimônio será renovado e fortalecido.
7. Partilhar as responsabilidades. Muitas mulheres são excessivamente sobrecarregadas de trabalho. Têm sobre si a maior parte da responsabilidade da casa e dos filhos, além de trabalharem em tempo integral fora do lar. Há casos, é certo, em que o marido é que está sobrecarregado. Ambos podem conversar sobre como as responsabilidades podem ser divididas. É necessário ter flexibilidade, sabedoria e amor genuíno para enfrentar os desafios que vivenciamos nestes tempos e também para a sobrevivência de qualquer casamento. A Bíblia nos diz: “Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo” (Gálatas 6:2).
8. A importância de poupar e de viver dentro do orçamento. Gastos excessivos levam à instabilidade do lar. Noventa por cento daqueles que se divorciam citam os problemas financeiros como o maior fator para a destruição do casamento. “Muitos, muitíssimos, não se têm educado o bastante para manter suas despesas nos limites de seus rendimentos… Todos devem aprender a tomar notas de suas despesas” (O Lar Adventista, p. 374). O materialismo é um dos sinais do tempo do fim. Os casais necessitam ter em mente o efeito que cada decisão financeira tem sobre seu relacionamento e sua liberdade para servirem a Cristo.
PARCEIROS COM DEUS. Para serem parceiros com Deus, os casais devem levar em conta esses princípios preventivos para manterem um casamento saudável e feliz. Ao seguirem o plano de parceiros com a ajuda de Deus, certamente promoverão o crescimento e o fortalecimento do amor entre os esposos e entre os pais e os filhos. O que de melhor na vida se pode comparar a isso?

Casamento duradouro é possível?

Qual será o segredo dos casamentos duradouros?
Casais que convivem há anos falam de paciência, renúncia, compreensão.
Em verdade, cada um tem sua fórmula especial.
Recentemente lemos as anotações de um escritor que achamos muito interessantes.
Ele afirma que um bom casamento deve ser criado.

No casamento, as pequenas coisas são as grandes coisas.
É jamais ser muito velho para dar-se as mãos, diz ele.
É lembrar de dizer "te amo", pelo menos uma vez ao dia.
É nunca ir dormir zangado.

É ter valores e objetivos comuns.
É estar unidos ao enfrentar o mundo.
É formar um círculo de amor que uma toda a família.

É proferir elogios e ter capacidade para perdoar e esquecer.
É proporcionar uma atmosfera onde cada qual possa crescer na busca recíproca do bem e do belo.
É não só casar-se com a pessoa certa, mas ser o companheiro perfeito."

E para ser o companheiro perfeito é preciso ter bom humor e otimismo.
Ser natural e saber agir com tato.
É saber escutar com atenção, sem interromper a cada instante.

É mostrar admiração e confiança, interessando-se pelos problemas e atividades do outro.
Perguntar o que o atormenta, o que o deixa feliz, por que está aborrecido.
É ser discreto, sabendo o momento de deixar o companheiro a sós para que coloque em ordem seus pensamentos.

É distribuir carinho e compreensão, combinando amor e poesia, sem esquecer galanteios e cortesia.
É ter sabedoria para repetir os momentos do namoro.
Aqueles momentos mágicos em que a orquestra do mundo parecia tocar somente para os dois.

É ser o apoio diante dos demais.
É ter cuidado no linguajar, é ser firme, leal.

É ter atenção além do trivial e conseguir descobrir quando um se tiver esmerado na apresentação para o outro.
Um novo corte de cabelo, uma vestimenta diferente, detalhes pequenos mas importantes.

É saber dar atenção para a família do outro pois,
ao se unir o casal, as duas famílias formam uma unidade.

É cultivar o desejo constante de superação.
É responder dignamente e de forma justa por todos os atos.
É ser grato por tudo o que um significa na vida do outro.


O amor real, por manter as suas raízes no equilíbrio,
vai se firmando dia a dia, através da convivência estreita.

O amor, nascido de uma vivência progressiva e madura,
não tende a acabar, mas amplia-se,
uma vez que os envolvidos passam a conhecer vícios e virtudes,
manias e costumes de um e de outro.

O equilíbrio do amor promove a prática da justiça e da bondade,
da cooperação e do senso de dever, da afetividade e advertência amadurecida
.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Que tipo de marido e esposa você é?

MARIDO NOTA ZERO - só se preocupa com sua própria opinião, toma decisões extremas e não permite que a esposa tenha opinião própria. O marido nota zero pensa que é fraqueza ser bondoso , tenso, gentil, carinhoso, ouvir a opinião da esposa, ele acha que isso o rebaixa na opinião masculina, tem medo do que os outros dizem que é mandado pela mulher e etc, isso é bobagem!;
MARIDO DITADOR - ele usa sua opinião para liderar a familia;
MARIDO TEIMOSO - nunca admite que está errado;
MARIDO DEMOCRÁTICO- as decisãoes são baseadas na votação;
MARIDO INSENSíVEL- ele não demonstra percepção no lar;
MARIDO SILÊNCIOSO- esse governa seu lar sem comunicação verbal;
MARIDO EXPLOSIVO- a familia nunca sabe quando ele vai explodir;
MARIDO PERFECCIONISTA- exige tudo com extrama perfeição mas não ajuda em nada;
MARIDO CRÍTICO- em tudo ele ver algo de errado;
MARIDO BRINCALHÃO- não leva nada a sério;
MARIDO INDECISO- nunca toma decisão sua liderança é passiva e indecisa;
ESPOSA BRIGUENTA-  ciúmenta chantagista, maldosa ao extremo, em tudo vê a outra, é insegura demais, sofre muito com isso! tem complexo de inferioridade ao extremo;
ESPOSA TEIMOSA- não aceita idéias, só ela sabe tudo;
ESPOSA DESCONFIADA - essa gruda no pé do marido, não confia nem na sombra, essa não tem sua auto-estima legal, não vive sossegada, é atormentada até na dormida, estressada. Esposa acalme-se!;
ESPOSA REVOLTADA - essa vive com raiva de todo mundo, é mal humorada ao extremo. Já acorda apanhando da vida, azeda feito um limão, não gosta de ninguém, sofre de distimia a doença do humor;
ESPOSA INSENSíVEL- ela não vê nada bom, não sente nada, não entende nada, não ajuda em nada;
ESPOSA EXPLOSIVA - essa anda dinamitada, ninguém sabe quando ela vai explodir; a qualquer momento ela estoura, todos tem que ter cuidado com ela!;
ESPOSA MANDONA - ela grita com todo mundo, não respeita o seu papel, entra no papel de todos.

Obs: Agora descubra que tipo de marido ou esposa é você, e tente melhorar o seu casamento.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

O que acabou no seu casamento?

Durante os festejos de um casamento realizado em Caná da Galiléia, Maria, sabendo do constrangimento pelo qual estava passando a família do noivo, se aproximou do Senhor e lhe disse: “O vinho acabou”.
Em algumas situações na família podemos procurar o Senhor e humildemente: e dizer “Acabou o amor pelo meu conjuge”. “Acabou a comunicação “, “Acabou a alegria”, “Acabou a paciência”, “Acabou a esperança”, “Acabaram os recursos”, e assim por diante.
“Acabou o vinho ” E Jesus solucionou um problema que havia no casamento! Não resolverá Ele problemas mais sérios, envolvendo as necessidades físicas, as necessidades emocionais e as necessidades morais?
Tenha a ousadia para confessar "acabou o vinho" e recorra a Jesus !!

O amor do casamento cristão

O casamento é uma vocação humana e divina, entendida como um chamado de Deus, que se transforma em sacramento de vida, em caminho de salvação e de santificação para o casal através de todos os dias da vida.
O sacramento do amor cristão não é um simples contrato de vidas entre um homem e uma mulher, mas uma opção de vida em que os noivos consagram seu amor diante de si, de Deus, da Igreja e da comunidade cristã. É uma vocação humana e divina. Vocação entendida como um chamado de Deus, que se transforma em sacramento de vida, em caminho de salvação e de santificação para o casal através de todos os dias da vida.
O amor entre um homem e uma mulher é compreendido como um chamado para viver e existir segundo a vocação de imagem de Deus no tempo. A partir de Cristo o amor dos casais é elevado à graça de sacramento, isto é, se transforma em fonte de santificação e de salvação na vida do homem e da mulher, um grande bem para a família, para os filhos e para toda comunidade cristã.
Para isto se faz necessário, antes de tudo, que o casal tenha a compreensão do valor e do sentido da vida humana, entendida sob os horizontes da fé cristã. Como criaturas humanas não somos apenas o resultado de um encontro circunstancial do espermatozóide com um óvulo, mas somos em primeiro lugar uma iniciativa de Deus que se tornou vida humana através do amor dos nossos pais. A Bíblia nos revela que Deus-Pai nos pensou desde sempre e para sempre. Em virtude dos méritos da redenção de Cristo fomos elevados à dignidade de filhos e de filhas de Deus, herdeiros e co-herdeiros da vida eterna. Somos em nossa natureza humana, filhos do tempo e herdeiros da eternidade.
Sem esta compreensão, do sentido e da razão maior da vida humana, o amor cristão entre um homem e uma mulher tem pouca solidez para sobreviver e se realizar através das exigências do existir a dois num mundo marcado pelo relativismo dos critérios do ter, do gozar e do consumir em detrimento dos valores do ético, do ser e do existir.
Os casais cristãos são assim, chamados a viver segundo sua vocação de imagens de Deus, que é um chamado e compromisso para toda vida através da vivência do amor mútuo, da partilha e da comunhão entre si, com os irmãos, com a criação e com o Deus Criador de tudo.
Somente assim o amor dos casais se transforma em fonte inesgotável de vida na família e um grande bem para toda a Igreja de Cristo.
Casar-se, portanto, é uma opção de vida, de vidas entre um homem e uma mulher, um chamado de Deus para toda vida, fonte de santificação e de salvação humana e divina.
Sem dúvida, o total desconhecimento por parte dos casais sobre o verdadeiro sentido e significado do matrimônio cristão é uma das maiores causas da fragilidade dos casamentos atuais e da pouca paciência familiar de nossos tempos

A família

Estamos vivendo uma época onde as famílias estão vivendo em uma torre de babel, os pais já não falam a mesma linguagem dos filhos.
Além disso a comunicação entre os membros da família esta sendo limitada em muitos lares. A verdade é que o inimigo veio para matar roubar e destruir é esta é uma das armas a qual o inimigo tem utilizado, então não deixe que o seu lar seja destruido pela falta de comunicação, segue algumas coisas que arrebatam a comunicação na família:

Stress : Apesar do dia a dia ser stressante, tenha tempo para a comunicação entre família, não deixe que a agitação do dia e nervossimo do trabalho impeça o dialogo, separe um tempo para saber como foi o dia dos seus filhos e da sua esposa.
Você pode até questionar mas realmente não tenho tempo de sobra para conversa com os meus familiares. Porém se uma amiga que você não há ver a muito tempo liga para a sua casa, é capaz de deixar tudo o que esta fazendo para conversar e dar atenção para ela.
Então vamos refletir e pensar será que eu tenho valorizados outras coisas que eu jugo ser importante pelas que realmente são importantes.

Individualismo: Hoje dentro do lar estamos passando individualismo total, o filho não quer resolver conflitos da sua adolescencia com os pais. Por esses motivos abre-se uma brecha para destruição da família.

É como bíblia diz: "A tempo para tudo então tenha tempo para a sua família"

Que Deus abençoe muito sua família!!

Comunicação na família cristã

PARA ENTENDERMOS MELHOR O QUE É COMUNICAÇÃO PRECISAMOS INICIAR PELA DEFINIÇÃO DO TERMO. COMUNICAÇÃO É PROCESSO DE TRANSMISSÃO E RECEPÇÃO DE INFORMAÇÕES, MENSAGENS, SINAIS OU CÓDIGOS, DE UM ORGANISMO PARA OUTRO, MEDIANTE PALAVRAS, GESTOS OU OUTROS SÍMBOLOS, PARA QUE HAJA COMUNICAÇÃO, OS MEIOS DE TRANSMISSÃO TÊM DE SER ENTENDIDOS PARA AMBOS OS ORGANISMOS, O EMISSOR E O RECEPTOR.
A COMUNICAÇÃO, SEM DÚVIDA, É O CENTRO DE TODO RELACIONAMENTO. NUNCA É DEMAIS FRISAR A IMPORTÂNCIA DE UMA BOA
COMUNICAÇÃO. ELA É A CHAVE PARA O DESENVOLVIMENTO DE UM
RELACIONAMENTO SAUDÁVEL ENTRE ENTRE FAMÍLIA.
EXISTEM VÁRIAS DIFERENÇAS ENTRE UM CASAL FELIZ E UM INFELIZ. ESTA DIFERENÇA SE BASEIA NO FATO DE O CASAL SABER SE COMUNICAR OU NÃO.
A PALAVRA DE DEUS NOS DIZ EM PROVÉRBIOS 18:21: “A MORTE E A VIDA ESTÃO NO PODER DA LÍNGUA; O QUE BEM A UTILIZA
COME DO SEU FRUTO”. VIDA OU MORTE, FELICIDADE OU INFELICIDADE. ESSAS COISAS DEPENDEM DE SUA DISPOSIÇÃO E CAPACIDADE
DE COMUNICAR-SE.
NA COMUNIÇÃO ENTRE HOMEM E MULHER EXISTEM ALGUMAS QUESTÕES QUE SÃO PECULIARES PARA UMA COMUNICAÇÃO SAUDÁVEL.

1.POR QUE AS MULHERES FALAM TANTO?
NO CÉREBRO DA MULHER, A FALA TEM DUAS ÁREAS ESPECÍFICAS: A PRINCIPAL FICA LOCALIZADA NA PARTE FRONTAL DO HEMISFÉRIO ESQUERDO E A OUTRA, MENOR, NO HEMISFÉRIO DIREITO. O FATO DE TEREM OS CENTROS DE FALA EM AMBOS OS LADOS DO CÉREBRO TORNA AS MULHERES BOAS DE CONVERSA. ELAS FALAM MUITO E GOSTAM. E COMO A FALA É RESTRITA A ÁREAS ESPECÍFICAS, O CÉREBRO FICA LIVRE PARA EXECUTAR OUTRAS TAREFAS, PERMITINDO QUE FAÇAM VÁRIAS COISAS AO MESMO TEMPO.
PESQUISAS RECENTES DEMONSTRAM QUE, QUANDO A MULHER GRÁVIDA FALA, SUA VOZ RESSOA PELO CORPO E CHEGA AOS OUVIDOS DO BEBÊ EM SEU ÚTERO. ELE, ENTÃO, APRENDE A RECONHECER A VOZ DA MÃE. UM RECÉM-NASCIDO DE APENAS QUATRO DIAS JÁ É CAPAZ DE DISTINGUIR PADRÕES DE FALA DE SUA LÍNGUA NATIVA DE OUTROS DE UMA LÍNGUA ESTRANGEIRA. AOS QUATRO MESES, BEBES PERCEBEM MOVIMENTOS LABIAIS ASSOCIADOS AOS SONS DAS VOGAIS. ANTES DO PRIMEIRO ANIVERSÁRIO, COMEÇAM A ASSOCIAR PALAVRAS A SEUS SIGNIFICADOS. AOS 18 MESES, TÊM UM PEQUENO VOCABULÁRIO QUE, AOS DOIS ANOS, JÁ SE EXPANDIU BASTANTE, CHEGANDO, NO CASO DAS MENINAS, A DUAS MIL PALAVRAS. TANTO INTELECTUAL QUANTO FISICAMENTE, É UM RESULTADO IMPRESSIONANTE, SE COMPARADO À CAPACIDADE DE APRENDIZAGEM DO ADULTO.
A REGIÃO DO CÉREBRO ESPECÍFICA PARA A FALA É QUE FAZ COM QUE AS MENINAS APRENDAM OUTROS IDIOMAS COM MAIS RAPIDEZ E FACILIDADE QUE OS MENINOS E EXPLICA TAMBÉM SUA SUPERIORIDADE EM GRAMÁTICA, PONTUAÇÃO E ORTOGRAFIA.
PESQUISA REALIZADA NO REINO UNIDO EM 1998 CONFIRMOU A PREDOMINÂNCIA FEMININA EM MATÉRIAS EM QUE É EXIGIDA SÓLIDA CAPACIDADE VERBAL. O NÚMERO DE PROFESSORAS DE LÍNGUAS E ARTES CÊNICAS É DE LONGE SUPERIOR AO DE PROFESSORES.

2.COMO OS HOMENS FALAM ?
QUANDO UM HOMEM FALA, USA DE MODO GERAL FRASES MAIS CURTAS E MAIS BEM ESTRUTURADAS QUE AS DA MULHER. GERALMENTE, HÁ UM INÍCIO SIMPLES, UMA IDÉIA CLARA E UMA CONCLUSÃO. É FÁCIL ENTENDER O QUE ELE QUER DIZER. SE VOCÊ MISTURAR VÁRIOS ASSUNTOS, ELE SE PERDE. É IMPORTANTE QUE A MULHER ENTENDA QUE, PARA SE FAZER ENTENDER OU CONVENCER UM HOMEM, DEVE APRESENTAR COM CLAREZA UM PENSAMENTO OU UMA IDÉIA DE CADA VEZ. PRIMEIRA REGRA PARA SE COMUNICAR COM UM HOMEM: SEJA OBJETIVA! DÊ-LHE UMA COISA DE CADA VEZ PARA PENSAR. SE VOCÊ ESTIVER APRESENTANDO UMA IDÉIA PARA UM GRUPO ONDE HAJA HOMENS E MULHERES, É MAIS SEGURO USAR UMA ESTRUTURA DE FALA MASCULINA. ASSIM, AMBOS OS SEXOS VÃO CONSEGUIR ACOMPANHAR. SE USAR O MODO DE FALAR FEMININO, QUE MUDA DE CURSO A TODO MOMENTO, OS HOMENS TERÃO DIFICULDADE EM SEGUIR O RACIOCÍNIO E LOGO PERDERÃO O INTERESSE.

3.ESTRATÉGIAS PARA FALAR COM OS HOMENS
GERALMENTE UM HOMEM SÓ INTERROMPE OUTRO QUANDO OS DOIS ESTÃO COMPETINDO OU DISCUTINDO. PARA SE COMUNICAR COM O SEXO MASCULINO, UMA ESTRATÉGIA SIMPLES É NÃO INTERROMPER. PARA A MULHER, É DIFÍCIL, JÁ QUE, EM SEU MUNDO, O FATO DE VÁRIAS PESSOAS FALAREM AO MESMO TEMPO É SINAL DE CONTATO E PARTICIPAÇÃO. ELA SENTE NECESSIDADE DE INTERVIR PARA IMPRESSIONAR E DEMONSTRAR INTERESSE. MAS ELE FICA SURDO A ESSA CONTRIBUIÇÃO, ALÉM DE NÃO GOSTAR NADA DE SER INTERROMPIDO. “PARE DE ME INTERROMPER!” – EM CADA CANTO DO MUNDO, EM TODAS AS LÍNGUAS, HÁ UM HOMEM DIZENDO ISSO PARA UMA MULHER. SEMPRE QUE O HOMEM FALA, SEU PENSAMENTO ESTÁ ORIENTADO PARA UMA SOLUÇÃO, E ELE PRECISA CHEGAR AO FIM DO PERÍODO, SENÃO A CONVERSA PARECE SEM RUMO. ELE NÃO CONSEGUE SEGUIR VÁRIOS RACIOCÍNIOS AO MESMO TEMPO E CONSIDERA QUEM FAZ ISSO MAL EDUCADO OU DISPERSIVO. ESTE É UM CONCEITO TOTALMENTE ESTRANHO PARA A MULHER, QUE USA AS CONSTANTES INTERVENÇÕES COMO UM MEIO DE ESTABELECER INTIMIDADE E DEMONSTRAR INTERESSE.

4.QUAL É SEU NÍVEL DE COMUNICAÇÃO?
HÁ PELO MENOS QUATRO NÍVEIS DE COMUNICAÇÃO. TODO CASAL QUE QUER SER FELIZ NO CASAMENTO DEVE ESTAR COMPROMETI DO A APROFUNDAR SEU RELACIONAMENTO ATÉ CHEGAR AO NÍVEL
MAIS ELEVADO DA COMUNICAÇÃO. AO TOMAR CONHECIMENTO DESTES NÍVEIS DE COMUNICAÇÃO, AVALIE AONDE VOCÊ ESTÁ EM SEU RELACIONAMENTO FAMILIAR.

4.1.NÍVEL QUATRO — É UMA COMUNICAÇÃO SUPERFICIAL, DO TIPO
QUE TRAZ IMPRESSÃO DE SEGURANÇA. A PESSOA USA EXPRESSÕES
COMO “BOM DIA”, “COMO VAI VOCÊ?”, “GOSTOU DO JOGO DE
DOMINGO?”, “SERÁ QUE VAI CHOVER HOJE?”, PERMANECENDO SEGURA ATRÁS DA SUA MÁSCARA. POR INCRÍVEL QUE PAREÇA, HÁ MUITOS
RELACIONAMENTOS FAMILIARES EM QUE OS MEMBROS ESTÃO SE COMUNICANDO APENAS NESTE NÍVEL. CERTAMENTE QUANDO DEUS
CRIOU O HOMEM E A MULHER PARA SEREM COMPANHEIROS, CONCEBEU UMA IDÉIA DE PROFUNDA COMUNICAÇÃO ENTRE OS DOIS E
NÃO DE CONVERSA SUPERFICIAL.

4.2.NÍVEL TRÊS — NESTE NÍVEL O CASAL ESTÁ SATISFEITO EM SIMPLESMENTE RELATAR FATOS SOBRE OS OUTROS; REPORTAR O QUE OUTRAS PESSOAS DISSERAM. NÃO É FEITO NENHUM COMENTÁRIO SUBSTANCIAL SOBRE OS FATOS. O INDIVÍDUO NÃO SAI DA CASCA PARA DAR-SE A CONHECER SOBRE O QUE PENSA E SENTE. A COMUNICAÇÃO É MUITO LIMITADA. NÃO HÁ POSSIBILIDADE DE SUCESSO EM UM CASAMENTO ONDE UM NÃO SE ABRE PARA O OUTRO.
4.3.NÍVEL DOIS — AQUI O INDIVÍDUO COMEÇA A RELATAR SUAS
IDÉIAS E PENSAMENTOS. ESTE É O INÍCIO DE UMA COMUNICAÇÃO
REAL. A PESSOA ESTÁ DISPOSTA A CORRER O RISCO DE EXPOR SUAS
IDÉIAS E SOLUÇÕES PRÓPRIAS. SE VOCÊ ESTÁ SE COMUNICANDO A ESTE NÍVEL, HÁ ESPERANÇA DE PODER APROFUNDAR SUA INTIMIDADE
AINDA MAIS.

4.4.NÍVEL UM — É UMA COMUNICAÇÃO TOTAL. A PESSOA ESTÁ DISPOSTA A COMPARTILHAR SEUS SENTIMENTOS, IDÉIAS E PENSAMENTOS. ESTA COMUNICAÇÃO ESTÁ BASEADA NA HONESTIDADE E NA
ABERTURA COMPLETA. E DIFÍCIL ATINGIR TAL NÍVEL ENTRE MARIDO E
ESPOSA PORQUE AMBOS CORREM O RISCO DE SEREM REJEITADOS OU
CRITICADOS. É AMEAÇADOR COMPARTILHAR TODO O SEU ÍNTIMO
COM A ESPOSA OU MARIDO. ENTRETANTO, SE VOCÊ QUER TER UM CASAMENTO REALIZADO, ISSO É VITAL.

5.ESCOLHA O TEMPO CERTO PARA SE COMUNICAR. O APÓSTOLO
PAULO SUGERE ESTA IDÉIA QUANDO ELE FALA: “IRAI-VOS, E NÃO PEQUEIS; NÃO SE PONHA O SOL SOBRE A VOSSA IRA” (EFÉSIOS 4:26).
CREIO QUE PAULO ESTÁ SIMPLESMENTE DIZENDO: NÃO DEIXE A
IRA SE AMONTOAR DIA APÓS DIA, SEM ACERTAR CONTAS. ELE ESTÁ
SUGERINDO QUE É POSSÍVEL DISCUTIRMOS; MAS QUE NÃO DEVEMOS
DORMIR SEM TER RESOLVIDO O NOSSO MAL ENTENDIDO OU ALGUMA
DISCÓRDIA QUE NOS DEIXE MAGOADOS.
CINCO SUGESTÕES QUE FUNCIONAM NA ESCOLHA DO TEMPO
CERTO:

5.1.RESOLVER O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL. É MELHOR NÃO TENTAR RESOLVER PROBLEMAS OU FAZER DECISÕES DEPOIS DAS DEZ HORAS DA NOITE. A NOSSA TENDÊNCIA, QUANDO ESTAMOS FISICAMENTE CANSADOS, É REAGIR NEGATIVAMENTE A QUALQUER DISCUSSÃO. POR OUTRO LADO, NA MEDIDA DO POSSÍVEL, PROCURAR ACERTAR QUALQUER DESENTENDIMENTO QUE HOUVE NAQUELE DIA.

5.2.NÃO BRIGUE OU DISCUTA EM FRENTE DOS SEUS FILHOS. SE HÁ
UMA COISA QUE CRIA INSEGURANÇA E MEDO NO CORAÇÃO DA CRIANÇA, É TER QUE OUVIR E ASSISTIR UMA BRIGA ENTRE SEUS PAIS.
5.3.NÃO BRIGUE EM PÚBLICO. DISCUSSÕES FAMILIARES DEVEM
SER RESOLVIDAS SOMENTE ENTRE A FAMÍLIA. COMO É FÁCIL MACHUCAR SEU CÔNJUGE USANDO CINISMO, INDIRETAS OU PALAVRAS ÁSPERAS. O PIOR DE TUDO É PROCEDER DESTA MANEIRA PUBLICAMENTE.
5.4.NÃO PROCURE RESOLVER PROBLEMAS OU TRATAR DE ASSUNTOS
SÉRIOS QUANDO UM DOS DOIS ESTÁ ENVOLVIDO EM ALGUMA ATIVI-
DADE. ESPOSA, POR FAVOR, NÃO PROCURE TRATAR DE ASSUNTOS DURANTE UM JOGO DA SELEÇÃO BRASILEIRA NA COPA DO MUNDO. MARIDO, QUANDO SUA ESPOSA ESTÁ ENFRENTANDO UMA PIA CHEIA DE
LOUÇA SUJA, DEPOIS DE TER TRABALHADO O DIA INTEIRO, ESTA NÃO É
UMA BOA HORA PARA TRATAR DE ASSUNTOS COMPLICADOS OU DELICADOS.
5.5.MARQUE, COM SUA/SEU ESPOSA/MARIDO, UMA HORA ESPECÍFICA PARA CONVERSAR E SEJA FIEL ÀQUELE COMPROMISSO. SÁBIOS
SÃO OS MARIDOS E ESPOSAS QUE SABEM DISCERNIR QUAL A MELHOR
OCASIÃO E SABEM ESPERAR POR AQUELA HORA PARA CONVERSAR.
6. APLICANDO O CONCEITO DAS LINGUAGENS DO AMOR AOS FILHOS?
OLHEMOS PARA AS CINCO LINGUAGENS DO AMOR, NO PROPÓSITO DE COMPREENDERMOS OS FILHOS:
6.1.PALAVRAS DE AFIRMAÇÃO. NORMALMENTE OS PAIS DIZEM “PALAVRAS DE AFIRMAÇÃO” A SEUS FILHOS QUANDO ELES AINDA SÃO PEQUENOS. MESMO ANTES QUE ENTENDAM A LINGUAGEM VERBAL, JÁ LHES DIZEM COISAS COMO: “QUE NARIZINHO LINDO! QUE OLHINHOS MAIS BRILHANTES! QUE CABELO MAIS MACIO”, ETC.
POR QUE, QUANDO OS FILHOS FICAM MAIS VELHOS, NOSSAS “PALAVRAS DE AFIRMAÇÃO” TORNAM-SE DE CONDENAÇÃO? QUANDO UM DELES TEM SETE ANOS, ENTRAMOS EM SEU QUARTO E DIZEMO-LHE QUE GUARDE OS BRINQUEDOS NA CAIXA. DIGAMOS QUE HAJA DOZE OBJETOS PELO CHÃO. VOLTAMOS AO QUARTO EM CINCO MINUTOS E SOMENTE SETE ESTÃO NA CAIXA. O QUE ENTÃO FALAMOS A ELE?
“EU LHE DISSE PARA GUARDAR ESSES BRINQUEDOS! SE VOCÊ NÃO FIZER ISSO AGORA, EU VOU…”
“VENHA CÁ… E OS SETE BRINQUEDOS QUE JÁ ESTAVAM GUARDADOS?!”
POR QUE NÃO DIZEMOS:
“MUITO BEM, JOHNNY, VOCÊ COLOCOU SETE BRINQUEDOS NA CAIXA. MUITO BEM!”
PRECISAMOS USAR AS PALAVRAS CERTAS PARA PROMOVER A EDIFICAÇÃO DOS FILHOS.
6.2.QUALIDADE DE TEMPO. “QUALIDADE DE TEMPO” SIGNIFICA DEDICAR AOS FILHOS ATENÇÃO TOTAL.
PARA UMA CRIANÇA PEQUENA, A FORMA DE FALAR ESSA LINGUAGEM É SENTARSE AO CHÃO COM ELA E ROLAR UMA BOLA PARA LÁ E PARA CÁ. ESTAMOS FALANDO DE BRINCAR COM CARRINHOS OU BONECAS, DE ENTRAR EM SUA CAIXA DE AREIA E AJUDÁ-LA A CONSTRUIR UM CASTELO; DEVEMOS, PORTANTO, PENETRAR EM SEU MUNDO, FAZER AS COISAS COM ELA. TALVEZ VOCÊ, COMO ADULTO, VIVA EM UM MUNDO COMPUTADORIZADO, MAS SEU FILHO ESTÁ NO MUNDO DA FANTASIA. VOCÊ PRECISA DESCER AO NÍVEL DE UMA CRIANÇA, SE QUISER CONDUZI-LA AO MUNDO ADULTO.
6.3.RECEBER PRESENTES. HÁ MUITOS PAIS E AVÓS QUE FALAM EXCESSIVAMENTE A LINGUAGEM DOS PRESENTES. DE FATO, QUANDO VISITAMOS UMA LOJA DE BRINQUEDOS CONCLUÍMOS QUE MUITOS ACHAM QUE DAR PRESENTES É A ÚNICA LINGUAGEM DO AMOR. SE ELES TÊM DINHEIRO, A TENDÊNCIA É COMPRAR BRINQUEDOS EM EXCESSO PARA OS FILHOS. HÁ ALGUNS QUE ACHAM QUE, REALMENTE, AQUELA É A MELHOR FORMA DE DEMONSTRAR-SE AMOR POR UMA CRIANÇA. ALGUNS PAIS TENTAM FAZER POR SEUS FILHOS O QUE SEUS PAIS NÃO PUDERAM REALIZAR POR ELES. COMPRAM PARA ELES COISAS QUE DESEJARAM TER QUANDO CRIANÇAS, MAS NUNCA GANHARAM. MAS, A MENOS QUE “RECEBER PRESENTES” SEJA REALMENTE A PRIMEIRA LINGUAGEM DO AMOR DE SEU FILHO, OS PRESENTES TERÃO POUCO SIGNIFICADO EMOCIONAL PARA ELE. OS PAIS PODEM ATÉ TER BOAS INTENÇÕES, MAS NEM SEMPRE É ATRAVÉS DE UM PRESENTE QUE SE SUPRE A NECESSIDADE EMOCIONAL DE UM FILHO.
6.4.FORMAS DE SERVIR. QUANDO OS FILHOS SÃO PEQUENOS, OS PAIS CONTINUAMENTE UTILIZAMSE DE “FORMAS DE SERVIR” PARA SE RELACIONAR COM ELES. SE NÃO O FIZEREM, AS CRIANÇAS ÀS VEZES ADOECEM. TOMAR BANHO, SER ALIMENTADO E VESTIDO, TUDO ISSO REQUER UM BOM TEMPO DE TRABALHO NOS PRIMEIROS ANOS DA VIDA DE UM BEBÊ. ALÉM DISSO, É NECESSÁRIO COZINHAR, LAVAR E PASSAR. DEPOIS CHEGA A ÉPOCA DAS LANCHEIRAS, DOS ÔNIBUS ESCOLARES E DA AJUDA NAS LIÇÕES DE CASA. TAIS COISAS NÃO SÃO MUITO VALORIZADAS POR ALGUMAS CRIANÇAS, MAS PARA OUTRAS COMUNICAM AMOR.
OBSERVE SEUS FILHOS. NOTE COMO ELES DEMONSTRAM AMOR POR OUTRAS PESSOAS. ISSO É UMA BOA DICA PARA SE DESCOBRIR A PRIMEIRA LINGUAGEM DO AMOR DELES.
SE O SEU FILHO COSTUMA DEMONSTRAR APRECIAÇÃO POR PEQUENAS COISAS QUE SE FAÇAM POR ELE, É UMA DICA DE QUE ELAS SÃO EMOCIONALMENTE IMPORTANTES PARA ELE (ELA). ATRAVÉS DE “FORMAS DE SERVIR” VOCÊ LHE COMUNICA AMOR DE FORMA SIGNIFICATIVA. QUANDO VOCÊ O AJUDA COM UM PROJETO DE CIÊNCIAS, ISSO SIGNIFICA MAIS DO QUE UMA BOA NOTA. O SIGNIFICADO É “MEU PAI (MINHA MÃE) ME AMA”.
6.5.TOQUE FÍSICO. PESQUISAS TÊM MOSTRADO QUE BEBÊS QUE RECEBEM BASTANTE COLO DESENVOLVEM-SE EMOCIONALMENTE MELHOR DO QUE OS QUE NÃO TÊM ESTE PRIVILÉGIO.
NORMALMENTE, OS PAIS E OS OUTROS ADULTOS SEGURAM O BEBÊ, APERTAMNO, BEIJAM-NO, AFOFAM-NO E DIZEM-LHE PALAVRAS CARINHOSAS. MUITO ANTES DE ENTENDER O SIGNIFICADO DA PALAVRA AMOR, ELE JÁ SE SENTE AMADO. ABRAÇOS, BEIJOS, CAFUNÉS, ANDAR DE MÃOS DADAS, SÃO FORMAS DE COMUNICAR AMOR A UMA CRIANÇA. O ABRAÇAR E BEIJAR UM ADOLESCENTE JÁ É DIFERENTE DO ABRAÇAR E BEIJAR UMA CRIANÇA. ELE NÃO GOSTARÁ DISSO SE VOCÊ TOMAR ESTA INICIATIVA NA FRENTE DE SEUS AMIGOS, MAS NÃO SIGNIFICA QUE NÃO QUEIRA RECEBER AFAGOS, ESPECIALMENTE SE O “TOQUE FÍSICO” FOR SUA PRIMEIRA LINGUAGEM DO AMOR.

 “A EFICÁCIA MÁXIMA DA COMUNICAÇÃO NÃO É ALCANÇADA SENÃO QUANDO A MENSAGEM É COMPREENDIDA PELO RECEPTOR”. ESTE DEVE SER O PROPÓSITO DE TODA FAMÍLIA CRISTÃ EM TODA SUA FORMA DE EXPRESSAR A SUA COMUNICAÇÃO QUE AS PARTES SEJAM COMPREENDIDAS PLENAMENTE. SEJAM NA RELAÇÃO ENTRE MARIDO E MULHER, NA RELAÇÃO COM OS FILHOS E TODA A FAMÍLIA EM GERAL. QUE O SENHOR JESUS O CRIADOR DA COMUNICAÇÃO NOS ILUMINE PARA QUE NOSSA FAMÍLIA POSSA CRESCER NA COMUNICAÇÃO. AMÉM!

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

O que é preciso para ser feliz no casamento?

O bom relacionamento entre marido e mulher é fundamental para o matrimonio feliz e este é indispensável para que haja uma família saudável. Numa visão cristã, com base na Bíblia, procuramos analisar alguns fatores importantes para a harmonia conjugal.
Todo cristão sabe que o casamento é de origem Divina (Gn.1.27; 2:18-24). Podemos dizer que o casamento tem como objetivo primordial a união legítima entre um homem e uma mulher para:
- A felicidade do homem
- Construir família
- Servir a Deus
- Adorar a Deus
Com isso Deus visava propiciar ambiente e condições para felicidade do homem, não o deixando em solidão (Gn 2.18).
O QUE É NECESSÁRIO PARA UM CASAMENTO FELIZ
Aceitar os princípios da palavra de Deus para o matrimônio
O Cristão deve ter em mente que em tudo na vida deve submeter-se á palavra de Deus, como servo (Mt 20.25-28), temer a Deus e andar nos seus caminhos (Sl.128).
Submeter-se ao Espírito Santo para obedecer a palavra de Deus
Somente com o poder do Espírito Santo o casal tem condições de obedecer á palavra de Deus com relação ao casamento. Para tanto, precisa do Fruto do Espírito em seu relacionamento, conforme (Gl 5.22-23). O homem espiritual e a mulher espiritual, que são verdadeiros cristãos, demonstram isso na vida diária: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Havendo essas maravilhosas virtudes do Espírito, o casal o casamento e a família serão felizes.
Casamento Feliz
Com base na palavra de Deus, temos a seguir os requisitos que consideramos mais importante:
*Independência (Gn 2.24)
1) Emocional
2) Domiciliar
3) Financeira
União Espiritual
- Os dois precisam ter as mesmas convicções espirituais (2 Co 6.14);
- Precisam ter o mesmo comportamento espiritual no servir Deus (1 Pe 3.7).
União Psicologica
- Refere-se á união dos temperamentos, dos sentimentos, das emoções (1 Co 1.10);
- Equilíbrio emocional ¨temperados¨ fruto da temperança (Gl 5.22).
União Intelectual
- Resultante da formação de instrução do conhecimento adquiridos. Se possível, dois devem ter o mesmo nível intelectual aproximados.
União Social
- O casal origina-se de famílias diferentes: pais, sogros, parentes;
- constituem família (grupo social)
- Sociedade Casa – Família – Sociedade
- Aspecto legal (1 Co 7.39)
União Fisica /Sexual

1) Sua natureza

- Prevista por Deus (Gn 1.27-28; 2.24)
Não era, nem é e nem será pecado, dentro dos princípios de Deus (Hb 13.4).

2) Sua finalidade

- Procriação (Gn 1.28)
- Ajustamento mútuo entre marido e mulher (1 Co 7.1-7)
- Satisfação (bem estar, prazer) Pv 5.18; Ec 9.9 (ver livro de cantares de Salomão)
- Deus valoriza a união sexual entre marido e mulher (Dt 24.5)

3) Como deve ser, no plano de Deus

- Exclusiva;
- Monogâmica;
- Alegre (Pv 5.18);
- Santa (1 Pe 1.15; 1 Ts 4.4-8);
- Natural (Ct 2.6; 8.3);
- Observar o significado do corpo para Deus como: (1Co 6.19-20)
Templo de Deus, propriedade do Espírito Santo.
União Amorosa
- O marido deve amar sua esposa, até de modo sacrificial (Ef.5.25);
- A esposa deve amar o seu esposo (Tt 2.4).

Como demonstrar o Amor

- Com afeto, com carinho, com palavras (Ct 4; Pv 31.29);
- Com gestos, abraços carícias (1 Jo 3.18; 1 Pe 3.8);
- Fazendo o possível em favor do outro (Ef 5.25);
- Zelando um ao outro (Ef 5.29);
O amor é o elo principal do relacionamento entre o marido e a mulher. Se não houver o amor tudo desaba. Este amor deve estar dominado pelo amor Ágape (1 Co 13).

Respeito

- O marido deve respeitar a mulher (1Pe 3.7);
- A mulher deve respeitar o marido (Ef 5.33);
- Um não é maior que o outro (1 Co 11.11; Gl 3: 26-28).

Comunicação

- É necessário disponibilidade de tempo para comunicação entre casal (Ec 3.1-8);
- Inimigos da comunicação:
a) Excesso de trabalho no lar, no emprego, na igreja;
b) Desunião (Tg 3.13-18);
c) Desvio de atenções: Televisão, atividades, amigos.
Entender o conceito de liderança cristão no Lar:
1) O marido é a cabeça (o líder) do casal e do Lar (Ef. 5.22-23);
2) A mulher é vice-líder, ao lado do marido (adjutora) (Gn. 2.18; 1 Tm 5.14);
3) A liderança do casal esta sob a liderança de cristo (1 Co 11.1-3);
Deus < Cristo < Marido < Esposa < Filhos
Podemos entender então, que para ter uma vida familiar e conjugal feliz precisamos cumprir os princípios de Deus de acordo com a sua Palavra.
Que Jesus os abençoe grandiosamente

sábado, 6 de novembro de 2010

Mulher é um radar.

A mulher percebe claramente quando a outra pessoa está aborrecida ou magoada. O homem só desconfia que há algo errado depois de muitas lágrimas, acessos de fúria ou tapas na cara. Isso acontece porque, como a maioria das fêmeas dos mamíferos, as mulheres possuem habilidades sensoriais muito mais aguçadas que os homens. Como perpetuadoras da espécia e guardiãs da cria, precisavam ser capazes de perceber mudanças sutis nas atitudes e no humor dos outros. O que comumento é chamado de “intuição feminina” , é, na verdade, a apurada capacidade que a mulher tem de notar detalhes e alterações mínimas na aparência e no comportamento de outras pessoas. Isso, historicamente, tem deixados homens confusos. É que são flagrados sempre.
Um marido disse: “ Minha mulher consegue enxergar um fio de cabelo louto no meu paletó a 50 metros de distância, mas sempre esbarra na porta da garagem quando guarda o carro, não consigo entender isso”.
Para garantir a sobrevivencia da família, as guardiãs da cria precisavam estar alertas para pequenas mudanças no comportamento de sua prole, que poderiam indicar dor, fome,doença,agressividade ou tristeza. Os homens, cumprindo sua função da caçadores de comida, nunca ficavam por perto tempo suficiente para aprender a interpretar os sinais não verbais ou as formas de comunicação interpessoal.A mulher conhece as esperanças, os amigos , sonhos, romances e medos secretos de seus filhos. Sabe o que pensam, como se sentem e, geralmente, que travessura estão planejando. O homem mal percebe aquela gente miúda que mora na mesma casa que ele.A mulher sabe, de alguma forma, quando o marido está tramando algo errado.

O homem fala sozinho, a mulher pensa alto.

O homem foi equipado para três responsabilidades: guerrear, proteger e resolver problemas. A orientação do seu cérebro e o condicionamento social o impedem de demonstrar medo ou dúvida. É por isso que, quando se pede a um homem ajuda para resolver um problema, ele diz "vou pensar" ou "deixa comigo". E é exatamente o que faz: fica pensando em silêncio, sem qualquer expressão no rosto. Só volta a falar ou demonstrar animação quando encontra a resposta. A conversa do homem se passa dentro de sua cabeça, por causa de sua dificuldade de verbalizar. Se for feita uma tomografia do cérebro de um homem enquanto está calado, quieto, com o olhar perdido, vai dar para ver que conversa consigo mesmo. A mulher, ao vê-lo assim, pensa que está aborrecido ou sem ter o que fazer e tenta ajudar; puxa conversa ou lhe dá uma ocupação. Mas ele fica zangado, não gosta de ser interrompido. Como se sabe, não consegue fazer duas coisas ao mesmo tempo. Em um dos nossos seminários, um participante contou:
-Minha mulher me deixa maluco quando tem um problema para resolver. Ela fala sem parar, misturando opções, possibilidades, compromissos e lugares. Eu fico completamente perturbado, não consigo me concentrar em nada!
O cérebro feminino já vem estruturado para usar a fala como principal forma de expressão, e essa é uma vantagem. O homem, com muito compromisso pela frente diz: "Tenho muito o que fazer....te vejo mais tarde" . A mulher verbaliza, menciona, todas as suas tarefas, pensando nas opções, mas sem estabelecer prioridades.Ela diz: " Vamos ver: tenho que pegar a roupa na costureira, levar o carro para lavar, Ah! o fulano ligou, disse que quer falar com você....e vai passar no correio para apanhar as correspondências. Acho que vou também...". Para a mulher, pensar  em voz alta é um modo de agradar, de compartilhar, mas o homem não entende assim.Acha que está sendo bombardeado por uma lista de problemas para resolver. Fica nervoso, impaciente e tenta organizar as coisas. Em reuniões de trabalho, a mulher deve calar seus pensamentos e só falar quando chegar a uma conclusão.Em um relacionamento, os parceiros precisam tomar consciência de suas maneiras diferentes de enfrentar situações. O homem deve entender que quando a mulher fala sobre um problema, ela não espera, necessariamente,  uma solução. Muitas vezes ela fala como desabafo ou para compartilhar. E a mulher deve compreender que o silêncio do homem não quer dizer que alguma coisa esteja errada, não. Muitas vezes ele deita no sofá e fica em silêncio, até de olho fechados, parece que está dormindo ou que está  bravo, não quer conversar com ela. Mas não é isso, quando ele está assim, sua mente está trabalhando, está , muitas vezes, longe dali, tentando encontrar uma solução para um problema. A mulher para resolver um caso, fala bastante, o homem silencia.É preciso conhecer as diferenças para  compreender ooutro.

Sua esposa se sente amada quando...

É sabido por todos que uma mulher tem necessidade de sentir-se segura com relação ao amor  de seu marido. Quanto mais certeza e confiança houver nesse sentido, mas ela se entregará apaixonadamente a ele.
Quero compartilhar alguma coisinhas práticas da vida que te ajudarão a declarar que ainda a ama e que tem tudo para continuar assim por toda a vida.
Ela se sentirá segura quando:
* Você a elogia na frente dos outros.
* Você se envolve com as coisas que são importantes para ela.
*Você a ajuda a tomar decisões, como as relacionadas aos filhos.
*Você não a corrige ou a questiona na frente dos filhos.
*Você não olha com desejo para outras mulheres, nem fica fazendo comentários à respeito de outras.
*Você faz dela e do seu casamento a sua prioridade.
*Você a inclui nas reuniões sociais enquanto os outros homens costumam deixar as esposas em casa.Você tem como lema: " Lugar onde frequento, minha esposa pode frequentar tranquilamente".
*Você diz as crianças: "Não fale assim com a sua mãe!"
*Você a chama e compartilha seus planos.
*Você cumpre com seus compromissos ( provisão, proteção) .
*Você cumpre com o que lhe promete.
*Você fala positivamente dela e das crianças o tempo todo.
É sabido por todos que uma mulher tem necessidade de sentir -se segura com relação ao amor  de seu marido. Quanto mais certeza e confiança houver nesse sentido, mas ela se entregará apaixonadamente a ele.
Quero compartilhar alguma coisinhas práticas da vida que te ajudarão a declarar que ainda a ama e que tem tudo para continuar assim por toda a vida.
Ela se sentirá segura quando:
* Você a elogia na frente dos outros.
* Você se envolve com as coisas que são importantes para ela.
*Você a ajuda a tomar decisões, como as relacionadas aos filhos.
*Você não a corrige ou a questiona na frente dos filhos.
*Você não olha com desejo para outras mulheres, nem fica fazendo comentários à respeito de outras.
*Você faz dela e do seu casamento a sua prioridade.
*Você a inclui nas reuniões sociais enquanto os outros homens costumam deixar as esposas em casa.Você tem como lema: " Lugar onde frequento, minha esposa pode frequentar tranquilamente".
*Você diz as crianças: "Não fale assim com a sua mãe!"
*Você a chama e compartilha seus planos.
*Você cumpre com seus compromissos ( provisão, proteção) .
*Você cumpre com o que lhe promete.
*Você fala positivamente dela e das crianças o tempo todo.